Futebol/Copa do Brasil - ( )

Com quase um mês, Tite espera má fase superada até o jogo da volta

Marcos Guedes São Paulo (SP)

Um dos motivos pelos quais Tite não considerou um mau resultado o empate por 0 a 0 do Corinthians com o Grêmio na última quarta-feira foi a distância entre os dois jogos das quartas de final da Copa do Brasil. A partida de volta, em Porto Alegre, acontecerá só em 23 de outubro, quando, espera o treinador, a má fase terá sido superada.

“Tenho que trabalhar. Temos quase 30 dias até o outro jogo, é isso? É buscar a retomada de um melhor momento da equipe toda. Vamos atrás da recuperação para passar por este momento, acertar a transição, a velocidade, que é importante”, afirmou o gaúcho.

O empate com os gremistas foi a sétima partida consecutiva sem vitória do Corinthians. Além de ajustar o processo de criação – apenas um gol foi marcado na sequência –, um passo importante será finalmente triunfar, nem que seja não jogando bem, para retomar a confiança.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Tite ainda vai rever Renato Gaúcho, pelo Brasileiro, antes do jogo de volta da Copa do Brasil
À sua maneira, Tite não nega a ansiedade por um placar favorável. “Todos nós temos esse sentimento, é algo que nos incomoda. Mas incomoda com a mesma naturalidade, não com a mesma satisfação, mas com a mesma consciência que tivemos quando fomos elogiados em outros momentos. Dá ansiedade, sim.”

Essa consciência entrou na estratégia para a disputa com o Grêmio. Para o treinador, não adiantava fazer loucuras para chegar ao gol no Pacaembu no mau momento, mas adianta chegar ao jogo de volta, daqui quase um mês, como um novo time: “Precisamos melhorar”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade