Futebol/Copa Sul-Americana - ( - Atualizado )

Coxa fala pouco, minimiza vaias, mas admite que precisa melhorar

Curitiba (PR)

O Coritiba começou mal sua participação nas oitavas de final da Copa Sul-americana ao perder em casa pra o Itagüí, da Colômbia, desperdiçando a chance de se redimir no Couto Pereira e levar par ao jogo de volt alguma vantagem. Os jogadores, que saíram do gramado ouvindo os gritos de ‘vergonha, vergonha’ do torcedor, fizeram silêncio, sem explicações, com a exceção de poucos, como lateral Victor Ferraz, que admite o fato do Coxa precisar melhorar muito para se recuperar também no Brasileirão.

“Foi uma derrota que a gente não espera. A gente tem que rever o que errou e ter tranquilidade nesse momento. A gente tem que melhorar. Vamos descansar bem e esquecer isso aqui, porque agora é só daqui um mês, e vamos pensar no Brasileirão”, projetou o jogador, que minimizou a pressão das arquibancadas. “Eles estão no direito deles de cobrar e nós vamos melhorar e dar a volta por cima”, emendou.

Já o meia Alex discorda do companheiro e quer usar a partida como exemplo negativo para o time não repetir na volta. “Conversamos muita coisa em campo e não conseguimos fazer. Mas, não temos que esquecer. Temos que aprender com essas coisas. Estamos em um momento complicado. A intenção era fazer um bom jogo, e foi o contrário, eles fizerem o resultado para o jogo de volta. Temos que melhorar muito para ter condição de reverter”, concluiu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade