Futebol/Copa Sul-americana - ( - Atualizado )

Cristóvão vê resultado reversível e quer pressão tricolor na volta

Salvador (BA)

O Bahia não resistiu ao atual líder do Campeonato Colombiano, o Atlético Nacional, e foi derrotado por 1 a 0, fora de casa, pela Copa Sul-americana. Após o jogo, o técnico Cristóvão Borges fez questão de afirmar que o resultado poderá ser revertido na volta, na Fonte Nova, daqui a um mês.

“É um placar reversível, com certeza. Mas teremos dificuldades. Jogamos contra um time grande, técnico, mas jogando um bom futebol. É uma equipe madura e experiente, mas logicamente teremos condições”, analisou o treinador em coletiva de imprensa no estádio Atanasio Girardot.

No entanto, Cristóvão Borges revelou que irá fazer algumas mudanças na escalação, já que não teve o resultado esperado em Medellín. “Em casa, teremos outro tipo de estratégia. Jogamos assim porque foi exigido. É outro tipo de competição”, comentou.

Prevendo pressão tricolor no próximo dia 24, quando ambos voltarão a se enfrentar, mas em Salvador, o comandante sabe que não terá muito tempo para lamentações. Isto porque o Bahia receberá o Vasco, neste domingo, às 16 horas (de Brasília), pelo Campeonato Brasileiro.

O time é o décimo colocado, com 31 pontos, seis pontos a mais do que o Criciúma, primeiro da zona de rebaixamento. Na competição nacional, a equipe vem de uma vitória surpreendente sobre o Botafogo, vice-líder, em pleno Maracanã, por 2 a 1.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade