Futebol/Campeonato Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Dal Pozzo fala em falta de respeito e planejamento dos rivais

Chapecó (SC)

A decisão da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) em adiar mais uma partida da Chapecoense na Série B do Campeonato Brasileiro deixou o técnico Gilmar Dal Pozzo irritado. O comandante alviverde afirma que o clube está sendo desrespeitado e que os adversários poderiam se planejar para evitar imprevistos em viagens nas vésperas dos jogos em Chapecó.

“Essa situação começou a incomodar. Há uma falta de respeito muito grande com a Chapecoense, fico indignado com isso. A comissão técnica não foi consultada sobre esta mudança e sempre que nós pedimos, não fomos atendidos”, lamentou o treinador, sobre o duelo contra o Figueirense, transferido para outubro.

Os alvinegros alegaram que os problemas climáticos impediram a delegação de desembarcar na cidade do interior de Santa Catarina na última segunda-feira e logo entraram com pedido na CBF para remarcar o confronto. Com o aval da entidade, o Figueira se juntou a Guaratinguetá, América-MG e Oeste – o jogo foi em Itápolis, mas o grupo do Rubrão sofreu com intoxicação alimentar.

Para o treinador, os adiamentos têm prejudicado apenas à Chapecoense e poderiam ser evitados pelas próprias equipes que reivindicam à CBF. “Só beneficia o adversário que tem jogadores lesionados. Na semana do jogo remarcado teremos compromissos importantes. Nós temos planejamento, para jogar diante do Boa viajamos dois dias antes. Estamos fazendo bem estes planos e sendo exemplo para outras equipes”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade