Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Danilo e Tite trocam proteção em momento de dificuldade

Marcos Guedes São Paulo (SP)

Decisivo nos dois títulos conquistados pelo Corinthians em 2013 – e também nos troféus erguidos nas temporadas anteriores –, Danilo não vive um bom momento técnico. O atleta de 34 anos admite que tem sofrido com a sequência de jogos às quartas e aos domingos, mas vem ganhando a proteção de Tite e retribuindo a gentileza.

Suspenso, o meia não participou da goleada sobre o Flamengo por 4 a 0. Voltou ao time na sequência, estando em campo na derrota para o Internacional em Novo Hamburgo, no empate em casa com o lanterna Náutico e na derrota para o Botafogo no Rio de Janeiro.

Sem lembrar nesses três jogos o Danilo das decisões, o jogador foi defendido por Tite. Para o gaúcho, ficou difícil para o camisa 20 organizar os lances com tantos desfalques no sistema ofensivo. Contra o Botafogo, o chefe preferiu destacar o trabalho defensivo feito por ele no lado por onde atacavam Seedorf e Lodeiro.

Divulgação/Agência Corinthians
Danilo teve dificuldade contra o Botafogo, mas foi elogiado pelo treinador (foto: Daniel Augusto Jr.)
Mas Danilo – candidato a descanso contra o Goiás, no final de semana, com as voltas de Alexandre Pato e Guerrero – não é o único criticado pelo mau momento alvinegro. Até o comandante, sofrendo para dar continuidade a uma escalação, está sendo questionado por não conseguir manter o alto padrão de atuações estabelecido sob seu comando.

“A culpa é de todos, não só dele. Nosso grupo sempre foi assim, com todos se ajudando em todos os momentos. É preciso manter a tranquilidade agora”, afirmou o meio-campista, julgando estranho o questionamento sobre o trabalho de um técnico tão vitorioso em preto e branco.

“Não tem nada a ver, futebol é momento. Se o treinador fica pouco, fala que não teve tempo para trabalhar. Na minha opinião, ele tem que ficar muito, já conhece todo o mundo. O futebol tem fases, e existe aquela em que a bola não entra. Só temos que trabalhar para dar a volta por cima”, concluiu Danilo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade