Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

De olho no G-4, Santos recebe desesperado Náutico em jogo atrasado

Do correspondente Rodrigo Martins Santos (SP)

Após voltar a vencer no Campeonato Brasileiro, ao derrotar o Criciúma, no último domingo, o Santos projeta uma ascensão ainda maior na tabela da Série A. Para se aproximar do G-4 do Brasileirão, o Peixe recebe o lanterna Náutico, nesta quarta-feira, a partir das 21 horas (horário de Brasília), na Vila Belmiro. O jogo atrasado é válido pela 11ª rodada da competição.

Em sétimo lugar na competição, com 32 pontos, o time santista pode ficar a apenas quatro pontos do G-4, caso vença o Timbu. Isto porque, o Grêmio, que está na quarta posição no campeonato, tem 39 pontos ganhos.

Ciente de que um resultado positivo pode ajudar a colocar a equipe praiana de vez na disputa por uma vaga na próxima Copa Libertadores da América, o técnico Claudinei Oliveira pregou respeito ao adversário e destacou que os alvinegros precisam jogar com a mesma dedicação de outras partidas, em busca da vitória.

“Vencendo o Náutico, vamos somar mais três pontos. Não tem ‘divisor de águas’, mas a vitória é importante. Não coloco a nossa situação em cima de nenhum jogo, vamos ver o que acontece daqui para frente. Vamos respeitar o Náutico. O (Marcelo) Martelotte assumiu lá, é um cara competente e vamos enfrentar uma equipe que não tem muita coisa a perder. Por isso, nós temos que atuar com a mesma determinação de todos os jogos”, afirmou Claudinei.

Divulgação/Santos FC
Claudinei pregou respeito com o Náutico, mas admitiu a importância de uma vitória para encostar no G-4

A vontade de buscar uma vaga no G-4 também é dividida pelos jogadores. Tanto que, para o zagueiro Gustavo, novo titular da zaga do Santos, o fato de o time praiano ser o melhor paulista no Brasileiro tem pouca importância, neste momento.

“Independentemente do que Corinthians e São Paulo estão fazendo no campeonato, temos que pensar só em nós mesmos. O nosso objetivo agora é chegar no G-4. É um jogo difícil, contra um time que tenta se manter na primeira divisão. Precisamos da vitória e temos que manter o nosso padrão de jogo para conquistá-la”, discursou Gustavo Henrique.

Para o duelo com os pernambucanos, Claudinei Oliveira não poderá contar com o volante Arouca e o atacante Thiago Ribeiro, ambos suspensos pelo terceiro cartão amarelo. No meio-campo, a tendência é que Cícero seja escalado na função do primeiro, com Leandrinho sendo mantido no setor, ao lado do argentino Montillo. Mais atrás, Alison deve retomar a sua posição, com Renê Júnior voltando para a reserva. No ataque, Gabriel e Giva são os principais candidatos para o lugar de Thiago Ribeiro, com Neílton correndo por fora nesta disputa.

Em situação crítica na Série A, o Náutico, que estreia o técnico Marcelo Martelotte diante do Peixe, tem alguns problemas para ir a campo nesta quarta. Isto porque, o Timbu não poderá contar com o lateral-esquerdo Bruno Collaço, único atleta da posição atualmente, no elenco alvirrubro. A tendência é que o zagueiro Luiz Eduardo seja improvisado no setor. O volante Dadá é a outra opção que pode ser utilizada por Martelotte. nesta função.

Divulgação/Náutico
Com passagem pelos 3 grandes de Pernambuco em um ano, Martelotte estreia pelo Náutico nesta quarta

O goleiro Gideão, que teve boa atuação no empate com o Flamengo, no último domingo, será mantido como titular. Ricardo Berna ainda se recupera de lesão e, por este motivo, está fora de combate, mais uma vez.

Sobre a primeira partida no comando do Timbu, Marcelo Martelotte destacou que o pensamento do grupo deve ser rodada a rodada, na tentativa de evitar a queda para a Série B. “A gente tem de pensar jogo a jogo. Vamos buscar uma evolução que todos os treinadores que passaram aqui buscaram. É esse crescimento que vamos buscar. Se for o bastante para conseguir o número de pontos para fugir da zona de rebaixamento, ótimo. Mas temos de pensar jogo a jogo”, comentou o treinador.

FICHA TÉCNICA
SANTOS X NÁUTICO

Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 25 de setembro de 2013, quarta-feira
Horário: 21 horas (horário de Brasília)
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL)
Assistentes: Thyago Costa Leitão (PI) e Gean Carlos Menezes de Oliveira (RR)

SANTOS: Aranha; Cicinho, Edu Dracena, Gustavo Henrique e Mena; Alison, Cícero, Leandrinho e Montillo; Gabriel (Giva ou Neílton) e Willian José
Técnico: Claudinei Oliveira

NÁUTICO: Gideão; Derley, João Filipe, Leandro Amaro e Luiz Eduardo (Dadá); Elicarlos, Martinez, Diego Morales e Tiago Real; Hugo e Rogério
Técnico: Marcelo Martelotte

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade