Futebol/Campeonato Espanhol - ( - Atualizado )

Diego Costa dedica quebra de tabus à torcida do Atlético de Madri

Madri (Espanha)

O atacante brasileiro Diego Costa foi o herói do Atlético de Madri nesse sábado, ao marcar o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Real Madrid em pleno Santiago Bernabéu. O resultado quebrou um tabu de 14 anos e 23 jogos - válidos pelo Campeonato Espanhol - sem vitória dos colchoneros na casa do arquirrival.

“Foi um dia muito especial, que ficará guardado para sempre na minha memória”, disse. “O nosso torcedor merecia essa alegria. Conquistamos o título da Copa do Rei na casa do Real Madrid, mas faltava derrubar esse tabu também na Liga”, completou. No dia 17 de maio, o Atlético venceu o aquirrival por 2 a 1 e se sagrou campeão da Copa do Rei – com gol do próprio Diego Costa.

Mas a quebra do jejum no Campeonato Espanhol não foi a única marca de destaque alcançada pelo brasileiro e seus colegas de equipe. Pela primeira vez na história do torneio, o Atlético venceu todos os sete jogos iniciais – atualmente divide a liderança com o Barcelona. Além disso, é Diego Costa o artilheiro do torneio, ao lado de Lionel Messi, com sete gols. Todos esses números fazem o atacante projetar um futuro de sucesso para o time da capital no torneio.

“Nosso começo de temporada é animador. Esperamos manter o bom desempenho ao longo da competição e seguir brigando pelo título até o final”, afirmou.

AFP
Diego Costa foi o autor do gol da vitória sobre o Real: "Ficará guardado para sempre" (foto: Dani Pozo)
Pouco conhecido no Brasil, Diego Costa, de 24 anos, atuou na Europa durante toda a sua carreira. A primeira equipe dele como profissional foi o Braga, para depois passar por outros times do futebol português e espanhol. Em março deste ano, ele foi chamado para defender a Seleção Brasileira nos amistosos contra Itália e Rússia, sem marcar nenhum gol.

Recentemente, a imprensa europeia especulou sobre o interesse da Federação Espanhola em naturalizar o jogador, para que ele pudesse atuar pela Fúria. O atacante se disse “orgulhoso”, mas considerou pequena a chance de ser lembrado Vicente Del Bosque: “Há jogadores do nível de Negredo, Soldado, David Villa... A Espanha tem os melhores atletas”, afirmou, na ocasião.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade