Futebol/Copa Sul-americana - ( )

Diones marca contra, Bahia perde em Medellín e sai atrás nas oitavas

Medellín (Colômbia)

Demorou 24 anos para o Bahia voltar a disputar uma partida fora do território nacional. E o desfecho não foi o que o torcedor tricolor desejava. Na noite desta quinta-feira, o Bahia foi até o estádio Atanasio Girardot, em Medellín (COL), enfrentar o Atlético Nacional, no jogo de ida das oitavas de final da Copa Sul-americana, e perdeu pelo placar de 1 a 0. O único gol da partida foi marcado pelo volante Diones, que jogou contra o próprio gol e selou o revés do time brasileiro.

Com a derrota, o Bahia vai precisar de uma vitória por dois gols de diferença no jogo de volta, que será disputado na Fonte Nova, no dia 24 de outubro, às 19h30 (de Brasília), para se classificar às quartas de final. Triunfo do Tricolor por um gol de vantagem leva a partida para os pênaltis. Já o Atlético Nacional precisa somente de um empate.

Quem avançar do confronto entre Bahia e Atlético Nacional enfrenta o vencedor do duelo entre São Paulo e Universidad Católica-CHI nas quartas. Na primeira partida, também disputada nesta quinta-feira, no estádio do Morumbi, o São Paulo não passou de um empate por 1 a 1 com a equipe chilena.

O jogo – O Bahia teve a primeira grande oportunidade de gol da partida, aos nove minutos, quando Marquinhos Gabriel cobrou falta e Fahel cabeceou bem, mas a bola acabou indo para fora.

O Nacional assustou logo em seguida, quando Nájera se aproveitou de falha da defesa do Bahia e cabeceou em jogada de bola parada, mas errou o alvo.

O gol dos donos da casa saiu aos 11. Nájera avançou pela esquerda e cruzou, mas Diones, do Bahia, desviou mal e mandou contra as próprias redes, marcando contra. Logo depois de jogar contra o próprio gol, quase que Diones fez, desta vez a favor da sua equipe. Madson cruzou e o volante não marcou de cabeça por pouco.

O jogo seguia com chances para os dois lados. Aos 23 minutos, após cruzamento de Fahel, Helder cabeceou para fora. Dois minutos mais tarde, foi a vez de o time de Medellín levar perigo ao gol do Bahia, quando Bernal passou fácil por Madson, invadiu a área e finalizou, obrigando Marcelo Lomba a defender com os pés.

O Atlético Nacional teve a melhor chance de marcar o segundo gol aos 31. Duque partiu pelo lado direito e mandou uma pancada, que explodiu no travessão. No rebote, Bernal finalizou, mas Marcelo Lomba faz ótima intervenção.

A última oportunidade de perigo na primeira etapa foi do Bahia quando, aos 38 minutos, Madson fez cruzamento da direita, Wallyson se esticou para fazer o gol, mas não alcançou a bola e ela foi direto pela linha de fundo.

Os primeiros minutos do segundo tempo não tiveram muitas oportunidades de gol. A primeira grande oportunidade foi aos 17 minutos, quando Marquinhos Gabriel recebeu pela direita, cortou para o meio e bateu de canhota, mandando a finalização bem próxima do gol defendido pelo goleiro Armani.

Aos 30 minutos, foi a vez do o Atlético Nacional quase ampliar. Bocanegra recebeu a bola pela direita, o volante cruzou e encontrou Uribe, que finalizou, mas o arremate foi para fora, passando perto do travessão.

Nos minutos finais, ambas as equipes buscaram o gol, mas não conseguiram surpreender o adversário. Vitória do Atlético Nacional em casa.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade