Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

Dirigente exalta reação e atuação do Inter no segundo tempo

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

O empate em 1 a 1 com o Atlético-PR, dentro de casa, não foi bom para o Internacional, que terá que vencer em Curitiba no jogo de volta para chegar às semifinais da Copa do Brasil. No entanto, o diretor de futebol colorado Marcelo Medeiros ressaltou pontos positivos na atuação da equipe. Os principais foram o poder de reação do time frente às adversidades e o bom segundo tempo realizado pelo Inter no Estádio do Vale.

“O Atlético-PR encontrou um gol cedo, em que a bola bateu no jogador do Inter e entrou, e isso cria um estado de ansiedade que cria dificuldades a mais para reverter a situação. O empate nos dá a certeza de que temos um grupo com capacidade de reação, de indignação, que não se cansa de buscar a vitória”, destacou o dirigente.

Após um primeiro tempo ruim, onde escapou de sair até com desvantagem maior para o intervalo, o time gaúcho melhorou de rendimento na segunda etapa, quando Dunga tirou Leandro Damião e Josimar para os ingressos de Otávio e Scocco, que trouxeram o time à frente. Foi de Otávio o gol de empate, aos 43 minutos do segundo tempo.

“Na segunda etapa o Inter criou mais ou menos dez oportunidades claras. Teve bola no poste, o goleiro fez quatro ou cinco intervenções muito difíceis. Queremos pegar este desempenho do segundo tempo para tentarmos fazer um grande jogo no domingo e vencermos o Cruzeiro, que é o líder do campeonato”, afirmou Medeiros, a respeito do confronto pelo Brasileirão, no final de semana.

O confronto de volta entre Internacional e Atlético-PR ocorrerá no dia 23 de outubro, na Vila Capanema. No Brasileiro, o Colorado é o 5º colocado, com 34 pontos, a cinco de distância da zona de classificação para a Libertadores 2014.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade