Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Em crise, corintianos falam em bater líder "de qualquer jeito"

Campinas (SP)

O tom dos jogadores do Corinthians ao fim da derrota por 2 a 0 para a Ponte Preta foi o esperado. Após a quinta partida consecutiva sem vitória – foram quatro derrotas e um empate em casa com o lanterna –, eles tiveram dificuldade para justificar o mau momento e falaram sobre a urgência de voltar a triunfar.

“É difícil explicar. Está ficando mais difícil a cada jogo, mas é o momento de ter tranquilidade. Temos um jogo difícil no domingo. Tem que ganhar de qualquer jeito”, afirmou o meio-campista Danilo.

O problema é que o próximo jogo é contra o Cruzeiro. A equipe mineira lidera o Campeonato Brasileiro e vem de vitória por 3 a 0 sobre o vice-líder, a sua oitava consecutiva na competição. Sua vantagem sobre o segundo colocado é de sete pontos.

Fernando Dantas/Gazeta Press
O semblante de cada jogador do Corinthians era bem parecido com o de Edenílson no fim do jogo
A pressão, que já era grande, será enorme no domingo, no Estádio do Pacaembu. Estancar o sangramento terá importância provavelmente maior do que propriamente somar pontos, uma vez que a vaga na Copa Libertadores vai ficando cada vez mais distante.

O Corinthians ainda não terá Paolo Guerrero, que recebeu o terceiro cartão amarelo em Campinas. Está claro, porém, que desfalques não serão aceitos como justificativa pelos torcedores. “Vamos melhorar e vamos vencer”, prometeu Paulo André.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade