Futebol/Liga dos Campeões da Europa - ( - Atualizado )

Em dia de brasileiros, Atlético de Madrid vence Zenit pelo Grupo G

Madri (Espanha)

De volta à disputa da Liga dos Campeões da Europa depois de duas temporadas ausente, o Atlético de Madrid começou sua trajetória nesta edição da competição continental de maneira vitoriosa. Nesta quarta-feira, em duelo com grande atuação dos brasileiros, a equipe espanhola triunfou por 3 a 1 sobre o Zenit, no estádio Vicente Calderón, em partida válida pela primeira rodada do Grupo G.

Três gols da partida em território europeu foram marcados por atletas nacionais.  Miranda e Léo Baptistão balançaram as redes em favor do Atlético de Madrid, enquanto Hulk fez para o Zenit.

AFP
Peça importante no sistema defensivo, Mirando contribuiu no ataque ao marcar primeiro gol do jogo

Com este resultado, o Atlético de Madrid assume a primeira colocação da chave, com três pontos. O Porto, que venceu o Áustria Viena por 1 a 0, com gol do meio-campista argentino Lucho González, tem a mesma pontuação, mas leva desvantagem no critério de saldo de gols (2 a 1).

Na próxima rodada do Grupo G, Porto e Atlético de Madrid medem forças em 1º de outubro, às 15h45 (de Brasília), no Estádio do Dragão. No mesmo dia, mas às 13 horas (de Brasília), Zenit e Áustria Viena duelam no estádio Petrovsky.

A final da Liga dos Campeões da Europa desta temporada ocorre em 23 de maio de 2014, no Estádio da Luz, em Lisboa (Portugal). Esta será a segunda vez que o país lusitano recebe a grande decisão da competição europeia. Em 1966/1967, o Nacional do Jamor recebeu o embate entre Celtic e Internazionale, em jogo que terminou com triunfo por 2 a 1 do time escocês.

AFP
Torcida do Atlético comemora vitória depois de duas temporadas de fora da Liga dos Campeões

O jogo: Escalado com o zagueiro Miranda e o lateral esquerdo Filipe Luís entre seus titulares, o Atlético de Madrid entrou em campo utilizando sistema com o atacante David Villa como principal referência no setor ofensivo. O esquema formado pelo treinador Diego Simeone deu resultado e o time criou boas oportunidades durante a etapa inicial, principalmente em arremates de Koke e Filipe Luís, aos 27 e 31 minutos, respectivamente.

Apesar do apoio da torcida e das investidas ofensivas, o time espanhol não conseguia efetivamente superar o sistema de marcação do adversário. Entretanto, aos 40 minutos, Miranda aproveitou cobrança de escanteio de Koke na primeira trave e desviou para o fundo das redes, abrindo o placar no Vicente Calderón e garantindo vitória no primeiro tempo.

Ainda nos vestiários, o técnico do Zenit, Luciano Spalletti, tirou o zagueiro português Neto e optou pela entrada do meio-campista Oleg Shatov para a etapa complementar. Mais ofensivo, o time russo chegou ao gol de empate aos 13 minutos, quando o atacante brasileiro Hulk acertou chute forte de perna esquerda, da entrada da área, e não deu chances ao goleiro belga Courtois.

AFP
Recuperado de lesão muscular na parte posterior da coxa direita, Hulk não evitou derrota do Zenit

O gol que colocou o placar em igualdade animou a equipe russa, que quase virou o marcador em arremate Kerzhakov que parou nas mãos de Courtois. Entretanto, aos 19 minutos, Koke apareceu novamente de maneira decisiva. O meio-campista cobrou falta na área e, após bate-rebate, o camisa 10 turco Arda Turan recolocou o Atlético em vantagem.

A superioridade por um gol no placar não satisfez o técnico argentino, que colocou o atacante brasileiro Léo Baptistão na vaga de Adrián, aos 34 minutos. Em sua estreia na competição continental, o atleta nacional precisou de apenas seis minutos em campo para marcar seu primeiro gol. Depois de receber lançamento dentro da área, o jogador desviou de perna direita e deu números finais ao jogo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade