Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Eto'o anuncia a colegas que não defenderá mais a seleção camaronesa

Yaoundé (Camarões)

Principal estrela de Camarões, o atacante Samuel Eto’o não atuará mais pela seleção de seu país. A informação foi divulgada pelo jornal francês L’Equipe, mas ainda não teve confirmação do atleta.

Segundo a publicação, o jogador anunciou a decisão para seus companheiros de seleção, logo após a vitória por 1 a 0 sobre a Líbia, no último sábado. Ele teria alegado “problemas pessoais” e se irritado com o fato de o goleiro Kameni e o meia Webó não terem sido escalados pelo técnico Volker Finke.

L’Equipe garante ainda que o ministro do Esporte camaronês, Adoum Garoua, agendou uma reunião para tentar convencer o atleta a seguir na equipe, mas não conseguiu demovê-lo da ideia.

Eto’o, atualmente no Chelsea, defendeu Camarões nas Copas do Mundo de 1998 (então o atleta mais jovem da competição, com 17 anos), 2002 e 2010 e nas Olimpíadas de 2000, competição em que a equipe conquistou a medalha de ouro.

Os problemas com a seleção camaronesa, entretanto, são antigos. Ele já foi suspenso por liderar uma greve em 2011 e recusou uma convocação para as Eliminatórias da Copa Africana de Nações. Além disso, no começo deste ano, chegou a acusar dirigentes da Federação Camaronesa de Futebol de tramarem o assassinato dele. “Eu não como com meus os companheiros de seleção para evitar que coloquem veneno na minha comida”, afirmou na época.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade