Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Falta de pontaria incomoda Cruzeiro: “Poderíamos ter caprichado”

São Paulo (SP)

O Cruzeiro entrou no gramado do Pacaembu na tarde deste domingo para defender a liderança do Campeonato Brasileiro e sequência de oito vitórias consecutivas. Tirando proveito da má fase do Corinthians, a Raposa criou diversas oportunidades no primeiro tempo, mas esbarrou em grande atuação de Cássio e não tirou o 0 a 0 do placar.

Os mineiros dominaram o Timão nos 45 minutos iniciais e chegaram com perigo por quatro vezes. O ex-corintiano Willian teve duas chances: obrigou Cássio a operar milagre em chute de direita e finalizou mal de canhota. Além do atacante, o volante Nilton e o zagueiro Dedé chegaram pelo alto, mas não conseguiram marcar.

“É muito difícil jogar aqui, mesmo com uma sequência sem vencer deles. Confiamos no nosso futebol, que vem sendo muito bom, e conseguimos conquistar um ponto. Poderíamos ter caprichado na finalizações. Agora vou trabalhar essa semana, mas também teve mérito do Cássio”, afirmou Willian, reconhecendo o dia pouco inspirado.

Apesar da autocrítica do atacante, o técnico Marcelo Oliveira não deixou de criticar seus comandados pela falta de precisão dentro da área corintiana. Segundo o treinador, a equipe celeste poderia ter pagado muito caro na etapa complementar, já que os paulistas cresceram de produção e passaram a ameaçar a meta de Fábio.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Cássio deixou o gramado do Pacaembu como herói corintiano e vilão dos cruzeirenses neste domingo
“Penso que foram dois tempos distintos. O Fábio não pegou na bola no primeiro tempo e nós tivemos quatro oportunidades. Duas cabeçadas com jogadores livres e duas com o Willian. O domínio estava bom, mas faltou a essência do jogo, que é o gol, o poder de definição. Pedi que continuássemos a marcar forte, mas nos acuamos e o jogo ficou perigoso. Não encaixamos os contra-ataques e só tivemos a bola do jogo no final”, alertou o comandante.

O lance citado por Marcelo Oliveira aconteceu nos acréscimos da partida, quando Júlio Baptista saiu cara a cara com Cássio e bateu em cima de Cássio. Para alívio cruzeirense, porém, o vice-líder Botafogo perdeu por 2 a 1 para o Bahia em pleno Maracanã e a distância aumentou para oito pontos.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade