Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Florentino Pérez volta a falar sobre Özil: "Não aguentou a pressão"

Madri (Espanha)

Durante uma reunião com os sócios do Real Madrid, o presidente Florentino Pérez abordou os principais temas polêmicos: desde a venda do meia Özil ao Arsenal até a declaração do zagueiro Piqué, que criticou os merengues por receberem ajuda do banco Bankia para contratar jogadores.

Sobre a transferência do alemão ao clube inglês, Pérez deixou os torcedores informados: “Ele e as pessoas a sua volta pediram para sair, porque não aguentaram a pressão de estar aqui; Aqui, tudo tem que estar de acordo”, complementou o mandatário durante o encontro no Santiago Bernabéu.

Já sobre a declaração do atleta do rival Barcelona, Pérez se mostrou pouco incomodado. “Não é verdade. Piqué é um bom garoto, e o que ele falou não pode ser levado em conta”, esquivou-se. As informações seriam as de que o Bankia teria bancado a compra de Gareth Bale, por mais de R$ 300 milhões.

AFP
Em reunião com sócios, Florentino Pérez explicou saída de Özil: "Não aguentou pressão" (foto: Pedro Armestre)
As cifras que giram em torno do galês são divergentes e causam mais polêmica ainda na Espanha – alguns falam que o valor divulgado foi menor do que o real, tudo para que Cristiano Ronaldo permanecesse como o mais caro do mundo e não tivesse ciúmes do novo companheiro.

E outros também desmentem as informações de Florentino Pérez pela saída de Özil: para desinchar o elenco e ter mais verba para Bale, o armador teria sido pressionado a aceitar a oferta dos Gunners. Özil foi para um caminho diferente e justificou: “Não tinha a confiança do técnico (Carlo Ancelotti)”.

Mas as polêmicas não foram as únicas coisas que alinharam o debate entre comandante e sócios do clube de Madri. Florentino Pérez também deu esclarecimentos sobre o novo estádio, que deverá ser modernizado e ter sua capacidade aumentada. Tudo isto custaria pouco mais de R$ 1 bilhão.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade