Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

"Foi incompetência minha", diz Ceni, após perder 3º pênalti

Tossiro Neto São Paulo (SP)

O São Paulo poderia ter evitado a derrota por 2 a 1 para o Criciúma, nesta quinta-feira, se Rogério Ceni não tivesse errado o terceiro pênalti seguido. Ao final da partida, ele admitiu ter sido mais uma vez o culpado por uma derrota da equipe.

"Ao menos um ponto a gente poderia ter ganhado através dos meus pés. O que vou fazer? Foi incompetência minha, incapacidade minha. Não tem o que falar", disse o goleiro-artilheiro, ainda no gramado do Morumbi.

Ceni, que já havia desperdiçado penalidades contra Bayern de Munique (em 31 de julho) e Portuguesa (em 11 de agosto), não é mais o cobrador oficial do time. Tanto que, nesta quinta-feira, houve uma indefinição no momento em que Aloísio foi derrubado na área, já que Jadson não estava mais em campo.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Goleiro-artilheiro são-paulino ficou desolado depois de desperdiçar a terceira cobrança de pênalti seguida
O próprio Aloísio imediatamente pegou a bola e a colocou na marca. Só que o goleiro fez um sinal para o banco de reservas, recebeu permissão do técnico Paulo Autuori e atravessou o gramado até a outra área. Ao chutar a bola no canto direito, viu Galatto espalmá-la e manter o placar em 2 a 0.

Sete minutos depois, Aloísio, de costas para a grande área, girou sobre o marcador e chutou no canto esquerdo do goleiro do Criciúma, diminuindo a desvantagem. O São Paulo então partiu em busca do empate, mas sucumbiu diante da marcação catarinense.

O primeiro tropeço depois de cinco partidas de invencibilidade manteve o time treinado por Autuori na zona de rebaixamento. O próximo compromisso será no domingo, frente ao Coritiba, no Couto Pereira.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade