Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Grupo de sócios do Barça pede moção de censura contra Sandro Rosell

Barcelona (Espanha)

Durante o seu mandato presidencial, Sandro Rosell viu o time do Barcelona conquistar um Mundial de Clubes da Fifa, uma Liga dos Campeões da Europa, uma Supercopa da Uefa, dois Campeonatos Espanhóis e uma Copa do Rei. Os títulos, no entanto, parecem não ser suficientes para alguns torcedores.

Na manhã desta segunda-feira, o Go Barça, um grupo de sócios do clube catalão, apresentou-se na sede para formalizar uma queixa contra Rosell e seus dirigentes, por conta de “mentiras e enganos”, como explicou o jornal Sport. A insatisfação, porém, não foi detalhada pelos fãs.

Segundo eles, o jogo contra o Celtic, nesta terça-feira, pela Champions League, é muito importante para ser prejudicado pelo pedido de moção de censura – nada que possa atrapalhar o mandato de Rosell. Ele só seria feito para demonstrar a insatisfação do grupo com as atitudes do presidente.

AFP
Polêmico, presidente Sandro Rosell é criticado por um grupo de sócios do Barcelona por "mentiras"
Para que a moção seja levada adiante, especialmente para a próxima reunião do clube, neste sábado, o grupo precisa reunir a assinatura de pelo menos 5% dos sócios, algo que giraria em torno de seis mil pessoas, como afirma o diário. No sábado, diretores e sócios discutirão mudanças no estatuto do clube.

Mesmo sendo um dos presidentes mais vitoriosos da história do Barça, Sandro Rosell é envolvido em muitas polêmicas, até mesmo em uma com a CBF. As informações da imprensa são as de que ele tem relação estreita com Ricardo Teixeira, ex-mandatário da entidade máxima do futebol brasileiro.

Ambos teriam desviado lucro do amistoso entre Seleção Brasileira e Portugal, disputado no Bezerrão, em Brasília, em 2008. Rosell se defende destas acusações, explicando que a sua empresa, a Alianto, teria lucrado normalmente com a organização da partida.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade