Futebol/Brasileiro Série B - ( )

Henrique espera arbitragem sem polêmicas no reencontro com Sport

Luiz Ricardo Fini São Paulo (SP)

O primeiro jogo entre Palmeiras e Sport nesta Série B do Campeonato Brasileiro foi cercado por polêmicas. No dia 8 de junho, pelo turno inicial, os dois clubes se enfrentaram em um gramado encharcado na Ilha do Retiro, com triunfo dos pernambucanos por 1 a 0, mas o gol do adversário deixou os jogadores palmeirenses bastante irritados na época.

“Todo mundo saiu com a cabeça inchada naquele dia, porque foi um jogo complicado, em um campo difícil de atuar. Além disso, marcaram um escanteio que não houve e acabou saindo o gol de mão. Mas a gente superou isso e não tem problema. Eles ganharam, mas nosso pensamento é de vencer no sábado”, afirmou o capitão Henrique.

Naquele primeiro jogo, o zagueiro foi um dos mais exaltados na saída do gramado, reclamando de forma contundente do árbitro Wagner Reway por ter validado o gol rubro-negro. Márcio Araújo foi até expulso depois do jogo por também ter criticado e acabou citado na súmula, assim como o técnico Gilson Kleina.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Zagueiro Henrique ficou inconformado com arbitragem na derrota para o Sport no primeiro turno
A polêmica aconteceu nos acréscimos da partida, quando o árbitro assinalou escanteio duvidoso para os donos da casa. Depois da cobrança, Nunes marcou o gol, mas os palmeirenses reclamaram de um toque de mão do atacante. O zagueiro Henrique espera que o jogo deste sábado, novamente contra o Sport, no Pacaembu, não tenha tanta polêmica quanto o anterior.

“É difícil falar de arbitragem. Os jogos da Série B não são fáceis, porque têm muita correria. Às vezes, ficamos um pouco alterados, mas todo mundo se respeita entre jogadores e arbitragem. Claro que os erros podem existir, mas que sejam pequenos. Só esperamos que não nos prejudiquem, como foi contra o Sport, porque um ponto faz a diferença”, concluiu.

O Verdão ocupa a liderança da Série B, com 52 pontos, com seis de vantagem sobre a vice-líder Chapecoense. Já o Sport está na quinta colocação, com 37, e ainda luta para entrar na zona de acesso à elite.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade