Futebol/Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Icasa vira jogo em cima do América-MG e deixa Coelho longe do G4

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

A torcida americana que marcou presença nesta terça-feira, no estádio Independência, viu o América-MG sair na frente do Icasa no placar, mas acabou presenciando a virada da equipe cearense, 2 a 1, que deixa o Coelho distante do G4, impondo a primeira derrota ao técnico Silas, desde a chegada ao time mineiro.

O primeiro gol do jogo foi anotado pelo volante Leandro Ferreira, que recebeu passe de Marcão e contou com desvio da zaga para balançar as redes. Radamés em cobrança de falta deixou tudo igual no placar e Tadeu, de pênalti, garantiu a virada no Horto. Com a vitória, o Icasa chega aos 35 pontos, ultrapassando justamente o América-MG, que fica estacionado nos 34 pontos.

Na sequência do Campeonato Brasileiro da Série B, o América-MG terá compromisso na próxima sexta-feira, enfrentando o Oeste, em Itápolis. Já o Icasa jogará no mesmo dia, mas os cearenses vão receber os alagoanos do ASA, em Juazeiro do Norte.

O jogo - Atuando no Horto, o Coelho iniciou a partida tentando impor o ritmo de jogo, mas o América-MG foi surpreendido pela marcação avançada do Icasa, que dificultou a saída de bola americana. Com isso, os mineiros tiveram problemas para trocar passes e usaram como alternativa os arremates de fora de área. Em uma dessas tentativas, Leandro Ferreira mandou um petardo que tinha o endereço certo, mas João Ricardo fez grande defesa.

Aos poucos, o técnico Silas corrigiu o posicionamento dos jogadores em campo, isso fez o América-MG melhorar no duelo, com o Coelho passando a dominar a posse de bola, mas ainda com dificuldades na hora que se aproximava da área cearense. Os atacantes Marcão e Alessandro foram forçados a sair da área para participar mais do jogo.

A principal preocupação do Verdão do Cariri era em marcar o time mineiro, para só depois pensar no ataque. Com isso, o cenário da partida mostrou um jogo de muita marcação e disputa de bola no meio-campo, com poucas emoções para o pequeno público no Independência. Aos 27, Juninho tentou esquentar o jogo com um belo chute de média distância, mas o goleiro do Icasa voltou a trabalhar bem.

A partida só ganhou em empolgação aos 29, quando o Coelho conseguiu emplacar uma boa trama ofensiva, que terminou com o avante Marcão atuando como um legítimo pivô, rolando para o volante Leandro Ferreira, que apareceu como elemento surpresa para chutar forte e contar com um desvio da zaga visitante para abrir o marcador no Horto.

Arte GE.Net
Após o gol, o Icasa foi obrigado a agredir mais os mineiros, e essa postura fez bem para a partida. Os cearenses criaram ao menos duas boas chances de empatar o duelo, em uma delas Radamés cabeceou contra a meta de Moretto, que mesmo adiantado, conseguiu se esticar todo para espalmar, mandando para escanteio.

Logo na volta para o segundo tempo, os visitantes surpreenderam o América-MG em cobrança de falta despretensiosa de Radamés, que o goleiro Moretto, adiantado, aceitou, deixando tudo igual no placar. O gol inesperado do Verdão do Cariri forçou o Coelho a partir com tudo para ao ataque, mostrando desespero em alguns momentos.

A marcação do Icasa que já era eficiente antes do empate passou a ser ainda mais compactada, dando muito trabalho para os armadores e atacantes americanos. O técnico Silas tentou trocar Marcão por Fábio Júnior, mas como os dois jogadores têm características parecidas, o panorama do jogo mudou pouco.

A vida do Coelho ficou complicada de vez quando aos 30, Juninho derrubou Tadeu dentro da área, o árbitro Renan Roberto de Souza não titubeou e marcou pênalti para o time de Juazeiro do Norte. O próprio Tadeu fez a cobrança deslocando o goleiro Moretto para virar o placar, enlouquecendo os poucos torcedores do Icasa presentes no Independência e garantindo a virada.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade