Futebol/Copa do Brasil - ( )

Inter e Furacão iniciam disputa por vaga na semi da Copa do Brasil

Dos correspondentes Vicente Fonseca e Luiz F. Fagundes Porto Alegre (RS)

Adversários na tabela do Campeonato Brasileiro, Internacional e Atlético-PR são inimigos também na Copa do Brasil. Se no certame de pontos corridos o Furacão já abriu boa distância para o Colorado na disputa por uma vaga na Libertadores, no de mata-mata tudo começa do zero. A briga por um lugar na semifinal começa nesta quinta, no Estádio do Vale, a partir das 21h, horário de Brasília.

A Copa do Brasil é vista pelo Inter como sua única possibilidade de grande título em 2013. A equipe gaúcha vive seu pior momento desde que Dunga assumiu o comando técnico, em janeiro. De real postulante a uma vaga na Libertadores, o Colorado acabou ficando para trás na briga após as inesperadas derrotas para Bahia e Portuguesa. A distância até o G-4 subiu para cinco pontos.

“Machuca qualquer jogador e qualquer treinador, mas temos que estar preparados para isso, e para dar a resposta. É a segunda vez que me acontece. Vindo do torcedor é absolutamente normal: ele vive de vitórias e tem todo o direito de se manifestar”, afirmou Dunga, a respeito das vaias que recebeu no Estádio do Vale após a derrota para a Lusa, no último domingo.

As fortes vaias e o mau desempenho do Internacional em Novo Hamburgo (33,3% de aproveitamento em sete jogos pelo Brasileiro) farão o time retornar a Caxias do Sul. A partir de outubro, o Estádio Centenário deve voltar a ser a casa do Inter em 2013. A partida contra o Furacão e a deste domingo, contra o Cruzeiro, no entanto, permanecem no Vale, por não haver tempo hábil de comunicação da mudança junto à CBF.

Após o revés dentro de casa, o treinador do Inter deve mudar quase meio time para tentar uma vitória que deixe o Colorado em vantagem no duelo com o Furacão. Na defesa, Kleber retornará na vaga de Fabrício. No meio, Aírton deixa o time e Willians retorna. Outro que deixará a equipe é Alex, que será substituído por Jorge Henrique. No ataque, Forlán, recuperado de lesão, ocupará a vaga que foi de Caio diante da Portuguesa.

A principal dúvida de Dunga é no comando do ataque. Leandro Damião, com febre, foi poupado de treinamentos do treino de terça, mas trabalhou sem problemas na quarta, e deve começar como titular. No entanto, não está descartada a hipótese de o argentino Scocco atuar em seu lugar, até porque a fase de Damião não é das melhores: o artilheiro não marca há oito jogos pelo Internacional, somando Brasileirão e Copa do Brasil.

Ao contrário do adversário, o Furacão vive em lua de mel com seu torcedor e, especialmente após a Copa das Confederações, apareceu no cenário do futebol brasileiro, ao lado do Cruzeiro, como principal sensação. Com um equilíbrio entre o bom relacionamento do técnico Vagner Mancini com os jogadores, preparação física impecável – fruto de quase cinco meses de pré-temporada – um inesperado artilheiro, Éderson, e um maestro, Paulo Baier, o Rubro-Negro passou de incógnita a exemplo.

O experiente meia, aliás, deve ser o principal reforço da equipe atleticana em campo. Cotado para ser mais uma vez poupado da maratona de partidas, Baier viajou com o grupo e deverá aparecer entre os titulares. O mesmo não vai acontecer com Bruno Silva, que já participou da Copa do Brasil com a camisa da Ponte Preta e abre espaço para o retorno de João Paulo ao lado de Deivid.

Para Éderson, a equipe deve ter atenção, mas não abdicar do ataque, pois um gol pode fazer a diferença na volta. "É uma competição totalmente diferente do Campeonato Brasileiro, e por isso é preciso jogar com cautela, mas procurando fazer gols, pois são importantes”, avaliou o jogador, que na competição ajudou a eliminar o Palmeiras com dois gols, mas não desta vez promete balançar as redes. "Independente de fazer gols, sempre digo que o mais importante é ajudar o Atlético, seja marcando ou dando uma assistência", concluiu.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL X ATLÉTICO-PR

Local: Estádio do Vale, em Novo Hamburgo (RS)
Data: 26 de setembro de 2013, quinta-feira
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (DF)
Assistentes: Alessandro Rocha Matos (BA) e Emerson Augusto de Carvalho (SP)

INTERNACIONAL: Muriel; Gabriel, Índio, Juan e Kleber; Willians, Josimar, Jorge Henrique e D’Alessandro; Forlán e Leandro Damião (Scocco)
Técnico: Dunga

ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho; Deivid, João Paulo, Everton e Paulo Baier; Marcelo e Ederson
Técnico: Vagner Mancini

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade