Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Jornal revela relação entre 'contratado fantasma' e cúpula do Bahia

Salvador (BA)

No último dia 26 de fevereiro, o Bahia registrou o nome Ivan da Assunção da Cruz Filho no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF, deixando o jogador à disposição de Jorginho, técnico na época. No entanto, o atleta nunca estreou no time, cercando a contratação de dúvidas e questionamentos.

De acordo com o jornal Bahia Notícias, Ivan é filho de amigo de Marcelo Guimarães, ex-presidente do clube e pai de Marcelo Guimarães Filho, conhecido como Marcelinho, que também foi comandante do clube e acabou afastado pela Justiça. O ex-mandatário tricolor explicou o caso, afirmando que só queria ajudar o jovem.

“Foi uma ajuda que realmente dei porque ele (Ivan) precisava na época. Apenas isso. Vi esse garoto pequeno, conheço seu pai, uma pessoa humilde, com muita vontade de vencer. Quis apenas ajudar”, reforçou Marcelinho, que, atualmente, vê Fernando Schmidt à frente da agremiação esportiva.

Ainda segundo a publicação, Ivan treinava com o elenco principal e recebia aproximadamente R$ 1300 mensais do clube – a expectativa era a de que Ivan ganhasse experiência e pudesse deslanchar na carreira de jogador, tendo em vista sua relação estreita com a diretoria.

Mas esta versão é totalmente controversa com a que Paulo Angioni, ex-gestor de futebol, havia dado após a contratação de Ivan. De acordo com o dirigente, Ivan seria emprestado a algum clube antes de se vestir de branco, vermelho e azul no profissional.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade