Futebol/Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Kleina mantém Wendel, escala Valdivia e reveza Mendieta e Serginho

William Correia São Paulo (SP)

Após vencer o ASA na terça-feira, Gilson Kleina cogitou a ideia de poupar seus desgastados titulares, mas vai com força máxima para enfrentar o América-MG neste sábado. No último treino antes de viajar para Belo Horizonte, o técnico confirmou até a manutenção de Wendel improvisado na lateral esquerda, apesar de Juninho ter condições de jogo, e armou o time com Valdivia e Mendieta juntos.

Reserva na terça-feira para não se cansar a ponto de voltar a ter lesões, o chileno começará sua primeira partida no clube desde 31 de agosto, quando foi titular no empate com o Ceará. “O Valdivia treinou normalmente, queremos que fique em campo o maior tempo possível. Queremos uma criatividade a mais”, explicou Kleina.

No coletivo antes de embarcar para Minas Gerais, o camisa 10 teve na maior parte do tempo Mendieta como companheiro na armação. O paraguaio, porém, não está garantido na escalação. O meia foi suspenso pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por quatro jogos por agredir um jogador do Paysandu, mas conseguiu efeito suspensivo para só cumprir dois e, por isso, está liberado.

O problema em relação ao camisa 8, contudo, foi o pouco tempo para treinar. Kleina o quer como titular, mas só pode usá-lo ao lado de Valdivia no coletivo desta sexta-feira. Como o desempenho o agradou, assim como no empate com o Ceará que teve os dois juntos, tornou-se mais provável a utilização de Mendieta desde o início.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Mendieta não está confirmado porque ficou fora de dois jogos e só treinou como titular nesta 6ª
“Com o Mendieta e o Valdivia, aumenta o poder de criatividade. Em todos os jogos que o Valdivia começa, ele tem uma marcação especial, não tem como. Para minimizar essa situação, vou colocar o Mendieta”, comentou, já pronto, no entanto, para mudar de ideia. Mesmo na conversa com os titulares antes do treino, Serginho estava na roda e entrou no lugar do paraguaio durante o coletivo.

“O Mendieta vinha de julgamento, sem jogar, e com o Serginho não mudaria muita coisa, voltaria a forma que jogamos com o Vinicius, que está com a Seleção Brasileira sub-20. Então, para não ficar só na teoria, lembramos esse posicionamento em campo e os jogadores já sabem essa situação. E o adversário pode vir de outra forma, temos que estar preparados”, explicou Kleina.

O Palmeiras se preparou para enfrentar o América-MG às 16h20 (de Brasília) deste sábado também com a volta de Henrique, que estava na Seleção Brasileira. A escalação é: Fernando Prass; Luis Felipe, Vilson, Henrique e Wendel; Márcio Araújo, Wesley, Mendieta (Serginho) e Valdivia; Leandro e Alan Kardec.

Os desfalques são o zagueiro Tiago Alves, com estiramento na coxa esquerda, o volante Marcelo Oliveira, em recuperação de fisgada na coxa direita, o lateral esquerdo Fernandinho, com dores na coxa esquerda, o meia Bruno Dybal, com incômodo muscular, o meia-atacante Ronny, que torceu o tornozelo direito, e o atacante Vinicius, que disputará neste sábado, em Santa Catarina, um amistoso com a Seleção Brasileira sub-20.

Tirando esses problemas, os melhores na avaliação de Kleina estarão em campo. “Temos que monitorar as situações, mas queremos um poderio técnico forte e com movimentações. Enfrentaremos uma marcação muito forte de uma equipe experiente que tem todo o nosso respeito”, justificou o técnico.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade