Futebol/Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Kleina será julgado nesta 4ª e pode ser suspenso por até seis jogos

São Paulo (SP)

Em meio a cobranças por punição do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por atos até de cusparada de jogadores do América-MG, o Palmeiras estará no tribunal nesta quarta-feira para não ficar sem técnico. Gilson Kleina será julgado por conta de sua expulsão contra o Atlético-PR na Copa do Brasil e pode pegar de um a seis jogos de suspensão.

O treinador passará por análise com base no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), sob alegação de desrespeito à arbitragem na derrota por 3 a 0 em Curitiba que eliminou o Verdão da Copa do Brasil, no último dia 28. Pesa contra Kleina a súmula do árbitro Ricardo Marques Ribeiro.

O árbitro relatou que expulsou o técnico aos 45 minutos do segundo tempo “por contestar de forma veemente as decisões da arbitragem, gesticulando ostensivamente e batendo palmas de forma irônica”, reiterando que o quarto árbitro da partida, Fabio Filipus, já o havia “advertido verbalmente” anteriormente “para que se comportasse de forma adequada”.

O que dificulta a defesa preparada pelo clube é o histórico de Kleina. O treinador já foi expulso neste ano, na derrota para o Sport, em 8 de junho, passou julgamento também enquadrado no artigo 258 e teve que cumprir um jogo de suspensão. O técnico também já foi vítima de ganchos quando trabalhava na Ponte Preta.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Técnico já foi punido por expulsão em 2013 e, agora, será julgado por "aplauso irônico" na queda na Copa do Brasil
A sessão de quarta-feira no STJD não terá só Kleina como julgado do Palmeiras. O preparador físico Fabiano Xhá pode ser multado em valor de R$ 100 a R$ 100 mil por usar um “equipamento de comunicação eletrônica” no banco de reservas, como relatou a súmula, proibido pela CBF. Como com o técnico, o árbitro também diz que o quarto árbitro advertiu Xhá anteriormente, mas ele “persistiu na utilização”.

No STJD, além do gancho de uma partida a Kleina, Palmeiras já sofreu com punição de dois jogos a Valdivia por forçar cartão amarelo e Mendieta e Wesley com quatro e dois jogos, respectivamente, de gancho por confusão com jogadores do Paysandu, mas estes dois últimos conseguiram efeito suspensivo e serão julgados novamente.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade