Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Luis Fabiano valoriza reação em maratona: "Não tem outro jeito"

São Lourenço da Mata (PE)

Os jogadores do São Paulo tiveram que se esforçar ainda mais do que o previsto para derrotar o Náutico por 1 a 0, nesta terça-feira, tendo em conta que o time jogou com um a menos desde o começo do segundo tempo, após expulsão do zagueiro Antônio Carlos.

A dificuldade foi ainda maior se levado em conta que a equipe teve pouco tempo de descanso desde o empate com o Botafogo, no domingo - a partida na Arena Pernambuco, foi remarcada para esta terça, mas é válida pela 10ª rodada.

"Essa maratona é desgastante, difícil jogar tantos jogos seguidos. Mas o calendário é esse, a gente precisa das vitórias. Não tem outro jeito", disse o atacante Luis Fabiano, valorizando a superação dele e de seus companheiros.

Rubens Chiri/www.saopaulofc.net
Atacante não balançou a rede, mas contribuiu com a equipe principalmente para segurar o resultado
O único gol do jogo foi marcado por Aloísio, aos 27 minutos do segundo tempo, quando o São Paulo já havia perdido Antônio Carlos. Nos minutos finais, muitos jogadores voltaram à área defensiva para ajudar a marcação. Outros, por sua vez, tentaram ficar o máximo possível de tempo com a posse de bola.

Certamente mais cansada do que habitualmente, a delegação retorna à capital paulista no fim da tarde desta quarta-feira e volta a campo já no dia seguinte, dia em que, caso vença o Criciúma e seja ajudado por combinação favorável da roadda, poderá deixar a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

O Sindicato de Atletas Profissionais do Estado de São Paulo (Sapesp) entrou com ação na Justiça de Trabalho para tentar o adiamento da partida no Morumbi, mas o processo, com base no regulamento da Confederação Brasileira de Futebol - que proíbe a disputa de partidas sem o intervalo mínimo de 66 horas -, ainda não foi analisado.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade