Futebol/Seleção Brasileira - ( )

Maicon admite que exagerou na balada, mas garante foco na Seleção

Roma (Itália)

Uma das principais novidades na Seleção Brasileira que se apresenta nesta segunda-feira, em Brasília, culpa suas opções de lazer pelo momento longe das convocações. De volta após dois anos, Maicon, titular e autor de gol na última Copa do Mundo, admite que exagerou na balada, mas promete retribuir à confiança de Luiz Felipe Scolari com um trabalho que o garantirá para o Mundial do ano que vem.

“Saí mais do que deveria. Em dias que eu podia descansar, saía. Isso é um erro que agora não posso cometer. Com certeza aprendi com todos os erros que cometi”, disse o lateral direito em entrevista à TV Globo na qual assumiu ter bebido e ido a festas e baladas além da conta.

“Agora tenho um objetivo a ser conquistado que é mais importante do que uma saída. Com certeza, vou optar por ficar em casa descansando porque meu objetivo é maior”, prometeu, com foco na Seleção. “Não posso deixar a desejar neste retorno, e estou preparado para mostrar o meu melhor para não sair mais da Seleção Brasileira.”

Estar no time que enfrentará Austrália e Portugal em amistosos na sexta-feira e no dia 10, respectivamente, é uma conquista para quem pouco jogou nos dois últimos anos. Entre sua saída da Inter de Milão e uma curta passagem pelo Manchester City, desde a Copa do Mundo de 2010, Maicon, além de abusar da noite, passou por duas cirurgias no joelho direito e machucou o tornozelo esquerdo. Chegou a atuar pela equipe B do clube inglês.

AFP
Lateral enfrentou três sérias lesões após a Copa de 2010 e chegou a jogar pelo time B do Manchester City
“Foi um tempo em que eu não estava bem comigo mesmo. Bateu aquela tristeza de não estar mais sendo visto. De um momento para outro, passei a ser, praticamente, um fantasma. É necessário ter cabeça, motivação a cada dia e personalidade porque as críticas começam a surgir, as pessoas começam a desconfiar do seu trabalho”, indicou.

Ao ouvir seu filho, Felipe, de 8 anos, lhe questionar seguidamente sobre as razões de pouco jogar, Maicon foi para a Roma nesta temporada. E fez uma promessa ao ser questionado se era uma aposta. “Vocês estão fazendo pouco caso, estão esquecendo de quem estão contratando. Vocês vão ver.”

O discurso virou realidade com a recente convocação. “Fiquei bastante surpreso. Foi uma alegria total, uma emoção muito grande, parecia que foi a minha primeira convocação para a Seleção Brasileira. Não vejo a hora de me apresentar, chegar lá, ver aquela galera, meus ex-companheiros de Seleção”, comentou.

Agora, antes de sair, Maicon vai pensar no Mundial que será disputado no Brasil a partir de 12 de junho. “Confiança em mim ele (Felipão) tem, basta retribuir mostrando meu trabalho na Seleção Brasileira. Tudo depende de mim, e vou fazer de tudo. Acompanhei de fora a galera cantando o hino abraçada na Copa das Confederações. Imagina na Copa do Mundo”, afirmou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade