Futebol/Liga dos Campeões da Europa - ( )

Manchester inicia busca por primeira final europeia pós-Ferguson

Manchester (Inglaterra)

Treinado pelo escocês Alex Ferguson entre 1986 e junho deste ano, o Manchester United se consolidou ao longo das últimas décadas como uma das principais potências do futebol mundial. Agora com o técnico aposentado, o clube inglês aposta em David Moyes para voltar ao ponto mais alto no cenário europeu. E, em busca deste objetivo, o time britânico estreia na Liga dos Campeões nesta terça-feira, às 15h45 (de Brasília), contra o Bayer Leverkusen, no Old Trafford, em partida válida pelo Grupo A.

Classificado para a competição continental por causa do título nacional conquistado na última temporada, o Manchester United ainda passa por fase de transição depois da saída de Ferguson. Moyes chegou ao comando do time em julho deste ano e não apresentou bons resultados durante a pré-temporada, mas contou com apoio da alta cúpula do clube para seguir o projeto da equipe.

Antes de Ferguson assumir o United, em 1986, o time britânico havia disputado a final do torneio continental apenas em 1967/1968, quando goleou o Benfica por 4 a 1 e assegurou o título. Entretanto, sob comando do escocês, o Manchester foi campeão em 1998/1999 e 2007/2008. Além disso, ficou com a segunda colocação em 2008/2009 e 2010/2011.

Para esta temporada, as principais novidades são o meio-campista Marouane Fellaini, contratado junto ao Everton, e o atacante Wilfried Zaha, adquirido em negociação com o Crystal Palace. A permanência de Wayne Rooney, cobiçado por Real Madrid, Barcelona, Arsenal, Chelsea e Paris Saint-Germain, foi outro ponto de destaque na janela de transferências do futebol europeu.

“Conquistamos um dos quatro troféus possíveis na última temporada. Agora temos possibilidade de vencer cinco. Em minha opinião, precisamos ganhar dois ou três”, destaca o atacante holandês Robin Van Persie, que marcou cinco gols em cinco partidas nesta temporada.

AFP
Após 11 anos no Everton, escocês David Moyes foi contratado para substituir compatriota Alex Ferguson

O Bayer Leverkusen, por sua vez, disputou a decisão da Liga dos Campeões em uma oportunidade, na temporada 2001/2002, e acabou derrotado por 2 a 1 diante do Real Madrid, na Escócia. Para alcançar a final, o time alemão superou justamente o Manchester United nas semifinais, garantindo um lugar na briga pelo título pelo critério de gols marcados fora de casa (2 a 2 na Inglaterra e 1 a 1 na Alemanha).

Para tentar obter seu primeiro troféu da competição continental, o Bayer tem como um de seus principais trunfos o treinador Sami Hyypia. Atleta profissional entre 1992 e 2011, o ex-zagueiro finlandês foi campeão pelo Liverpool em 2004/2005 e ainda foi segundo colocado pelo clube inglês em 2006/2007.

“O Manchester United é um grande time, conquistou tudo nos últimos dez anos. Não devemos ficar apenas admirando. Espero que meus jogadores não entrem nesse gramado tão tradicional e façam uma fila para pegar autógrafo de Wayne Rooney”, exaltou Hyypia.

A final da Liga dos Campeões da Europa desta temporada ocorre em 23 de maio de 2014, no Estádio da Luz, em Lisboa (Portugal). Esta será a segunda vez que o país lusitano recebe a grande decisão da competição europeia. Em 1966/1967, o Nacional do Jamor recebeu o embate entre Celtic e Internazionale, em jogo que terminou com triunfo por 2 a 1 do time escocês.

Shakhtar Donetsk e Real Sociedad completam a chave

Também nesta terça-feira, às 15h45 (de Brasília), Real Sociedad e Shakhtar Donetsk duelam no Estádio Municipal de Anoeta e encerram o dia de disputas da chave. Depois de superar o Lyon na fase preliminar, o clube espanhol conta com o apoio de sua torcida para conseguir bom resultado em sua estreia nesta edição da Liga dos Campeões.

A principal novidade do time ucraniano para a competição continental é o meio-campista Bernard, contratado em agosto deste ano por 25 milhões de euros (cerca de R$75,8 milhões) junto ao Atlético-MG. Além do atleta mineiro, o técnico romeno Mircea Lucesco conta com 11 brasileiros em seu elenco: Ismaily, Ilsinho, Fred, Alex Teixeira, Douglas Costa, Luiz Adriano, Taison, Wellington Nem, Maicon, Fernando e Eduardo da Silva (naturalizado croata).

“Tudo na minha vida aconteceu muito rapidamente. Desde que comecei a jogar imaginei como seria minha evolução, primeiro com a chegada ao time profissional, depois a conquista de títulos, o sonho máximo de chegar à Seleção Brasileira, e tudo aconteceu no momento certo. Agora não é diferente. Jogar a Liga dos Campeões é mais uma etapa que está muito próxima de acontecer e me sinto bastante feliz e ansioso isso”, afirmou Bernard, de 21 anos.

Bruno Cantini/Divulgação
Titular nos últimos dois jogos da Seleção Brasileira, Bernard faz sua estreia na Liga dos Campeões

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade