Futebol/Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Marcelo Oliveira admite receio, mas elogia Júlio Baptista e exalta base

Belo Horizonte (MG)

Uma das principais contratações do Cruzeiro para o restante da temporada, o experiente meia Júlio Baptista fez sua estreia como titular da Raposa neste domingo, diante do Vasco, em grande estilo. Anotou o terceiro gol celeste após bela cobrança de falta e foi fundamental no espetacular triunfo mineiro por 5 a 3. Após a partida, o técnico Marcelo Oliveiro admitiu que tinha dúvidas em escalá-lo entre os onze inicias, mas elogiou a sua atuação.

“A gente tinha receio em função da adaptação dele ao futebol brasileiro, que é mais corrido, não tem tanto toque (como na Europa). Mas achei que ele suportou bem, errou um outro passe, mas depois fez gol, participou, ajudou na marcação da saída de bola do Abuda”, destacou.

O próprio Júlio Baptista também vibrou com sua boa estreia como titular da equipe celeste.  "Muito importante começar bem, com o pé direito e o time jogando bem. Dentro do jogo, claro, acho que tivemos algumas desatenções, mas o objetivo foi cumprido. Muito legal. Fazer gol é muito importante, ainda mais na estreia", disse. "Agora é pegar ritmo. O pessoal não sabia como eu jogava, foi a primeira vez que estive em contato com quem estava jogando há mais tempo. Com três, quatro jogos eu vou estar legal", completou.

Quem também foi exaltado pelo comandante celeste foi o volante Lucas Silva. O jovem atuou no lugar do titular Souza, lesionado, e fez dois belos gols. E mais do que isso: Em momentos importantes. Ambos foram anotados quando a partida estava empatada (inicialmente em 1 a 1, e, depois, em 3 a 3). Não só, mas também por causa disto, o atleta deve seguir na equipe titular na partida da próxima quarta-feira, contra o Bahia, em Salvador.

Washington Alves/Vipcomm/Divulgação
Destaques da vitória do Cruzeiro, Lucas Silva e Júlio Baptista (à direita) foram muito elogiados por Marcelo Oliveira 

“O Lucas Silva jogou duas, três partidas muito bem, não tem porque mexer; É necessário coerência, justiça. Ele está crescendo, era o que a gente esperava. Observamos desde que chegou: precisava melhorar, encurtar a marcação, ter mais vigor. Como jogamos com dois volantes, eles têm função bem específica. E ele pegou bem o Juninho. Foi extraordinário”, afirmou Marcelo Oliveira.

O treinador também exaltou as categorias de base do Cruzeiro, responsáveis por revelar alguns dos jogadores mais importantes do time, atual líder do Campeonato Brasileiro com três pontos de vantagem sobre o segundo colocado, Grêmio.

“Os jogadores que subiram muito bons. Hoje o Brasil conhece o Mayke, que é um lateral promissor, temos o Élber, o Lucas, o Vinícius, que temos que ter cuidado necessário e colocá-lo na hora certa; Ele define bem e tem potencial, que pode oscilar um ou outro jogo, mas tem futuro promissor. E temos também o Alisson, que é um jogador que gosto muito, é moderno, dinâmico”, elogiou.

Recheado de bons e jovens valores, o Cruzeiro, primeiro colocado do Brasileirão com 34 pontos, volta a campo na próxima quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), contra o Bahia, na Arena Fonte Nova, em Salvador. Dependendo dos resultados, pode até abrir seis pontos de vantagem na ponta da principal competição nacional.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade