Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Muricy iguala vitórias de Telê e espera se aposentar no clube

Tossiro Neto São Paulo (SP)

A vitória por 1 a 0 sobre a Ponte Preta, nesta quinta-feira, marcou mais do que o retorno de Muricy Ramalho ao comando do São Paulo depois de pouco mais de quatro anos. Fez com que ele se igualasse a Telê Santana como o terceiro treinador mais vitorioso da história do clube, com 198 triunfos.

"Não tinha ideia disso. Igualar Telê em alguma coisa é um absurdo, porque o Telê é um dos melhores de todos os tempos, um ídolo. Não dá para imaginar, não sabia mesmo. Muito legal e tudo, mas estou longe de ser o que foi o Seu Telê Santana", minimizou o tricampeão brasileiro (2006, 2007 e 2008), que foi muito bem recepcionado desde a chegada ao Morumbi.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Diretoria do São Paulo homenageou Muricy Ramalho em camiseta com bordão do técnico
"Queria agradecer à torcida pela recepção, foi muito legal ser recebido dessa maneira. Pelo tempo que fiquei aqui, foi muito legal essa energia", comentou.

Questionado se, pelos problemas recentes de saúde, já pensou em encerrar a carreira no clube pelo qual é identificado, Muricy não hesitou.

"Tomara. No passado, a gente tinha intenção até de bater o recorde ou de acompanhar o Seu Telê. Ele estava formando um técnico para entrar no lugar dele, e fui o cara escolhido. Tentei ficar os cinco anos que ele ficou. Cheguei perto, três anos e meio (na passagem anterior). É minha intenção", admitiu.

A aposentadoria, porém, ainda está distante. O primeiro objetivo do treinador, contratado na segunda-feira para suceder Paulo Autuori, é tirar o São Paulo da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, o que, com a vitória desta quinta-feira, ainda não foi possível.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade