Futebol/Copa Sul-americana - ( - Atualizado )

Álvarez ajuda e Ponte abre dois de vantagem sobre o Deportivo Pasto

Campinas (SP)

A Ponte Preta não decepcionou e conquistou uma importante vitória no primeiro jogo internacional oficial de seus 113 anos de história. Diante de um ótimo e animado público no Moisés Lucarelli, a equipe bateu o Deportivo Pasto (COL) por 2 a 0 e abriu vantagem nas oitavas de final da Copa Sul-americana.

Os gols da Macaca foram marcado pelo lateral esquerdo Uendel e pelo meia Fellipe Bastos, ambos em falhas do goleiro Álvarez em cobranças de falta do camisa 7.

Com o resultado, o time de Campinas pode perder por dois gol de diferença caso vá às redes na Colômbia. Já o Deportivo Pasto precisa de um triunfo por três ou mais gols para conquistar a vaga às quartas de final ou vencer por 2 a 0 para levar a decisão para os pênaltis.

Os dois times voltam a se enfrentar apenas no dia 22 de outubro. A partida será disputada no estádio Departamental Libertad, em San Juan del Pasto , às 21h15 (de Brasília).

Nelson Almeida/AFP
Jogadores da Ponte comemoram com os torcedores, que fizeram sua parte durante os 90 minutos de jogo
O jogo – Na chegada ao Moisés Lucarelli, a Ponte Preta foi recebida com festa regada a músicas de incentivo e sinalizadores por sua torcida. Inflamados, os jogadores entraram ainda mais motivados e se entregaram muito em campo.

Apesar do forte ritmo imprimido pelos donos da casa, que marcavam para frente do meio campo e dificultavam a saída do Deportivo Pasto, o time da Colômbia foi o primeiro a finalizar com perigo, em cabeçada de Lalinde que saiu por cima do gol de Roberto.

A resposta da Macaca veio em sua principal arma durante a partida: a bola parada. Após cobrança de falta de Fellipe Bastos, Rildo desviou de cabeça e Álvarez ficou apenas observando. Apesar de fraca, a bola pegou efeito e tocou a trave antes de sair pela linha de fundo.

Aos 30, os quase 15 mil pagantes finalmente puderam fazer a festa nas arquibancadas do Majestoso. Em nova cobrança de falta de Fellipe Bastos, a bola pingou e Álvarez bateu roupa. No rebote. Uendel soltou a bomba e abriu o placar.

Nelson Almeida/AFP
Uendel aproveitou falha de Álvarez e deu início à vitória por 2 a 0 da Macaca
O gol animou a Macaca. A quatro minutos do fim da primeira etapa, Chiquinho chutou de longe e o goleiro uruguaio voltou a falhar. Na sequência, porém, se recuperou na jogada e conseguiu chegar na bola antes de William. No último lance antes do intervalo, Baraka ficou com a sobra após cobrança de falta, mas isolou.

Ciente da superioridade nos 45 minutos iniciais e da necessidade de ampliar a vantagem para ter mais tranquilidade no jogo da Colômbia, a Ponte tentou manter a posse de bola no início do segundo tempo. Apesar disso, finalizações foram raras dos dois lados nos primeiros minutos da etapa final.

O primeiro lance de perigo veio em nova cobrança de falta da Ponte Preta. Desta vez Adrianinho tentou surpreender Álvarez em chute de longa distância, mas o goleiro se esticou todo para mandar para escanteio.

A partir daí, o Deportivo Pasto passou a atuar mais no campo de ataque e equilibrou as investidas. O jogo, no entanto, ficou truncado no meio campo e os times voltaram a finalizar pouco. Prova disso é que a melhor chance da equipe colombiana na partida veio em cruzamento de Piedrahita que saiu errado e tocou no travessão de Roberto, que estava na jogada.

Nelson Almeida/AFP
Guerreiro, Chiquinho jogou bem, mas não conseguiu deixar sua marca
O lance acordou a Ponte Preta. Faltando 20 minutos para o fim do tempo regulamentar, o time de Campinas voltou a partir para cima do rival. Primeiro, William fez boa jogada individual e foi travado na hora do chute. Depois, o camisa 9 escorou cobrança de escanteio para trás e Rafael Ratão não conseguiu completar para as redes.

Na sequência, Chiquinho invadiu a área, viu Álvarez adiantado e tentou de cobertura, mas a bola subiu muito. O atacante voltou a oferecer perigo aos 36, quanto arriscou de longe e acertou o travessão do Deportivo Pasto. O lance acabou sendo o último do camias 11 na partida, já que ele sentiu a coxa na finalização e teve que ser substituído.

Sem sua principal válvula de escape, a Ponte acabou recuando nos minutos finais de jogo. Apesar de mais agressivo, o Deportivo Pasto parou na boa marcação do time campineiro e não conseguiu finalizar. O único chute dos colombianos veio em cobrança de falta de longa distância de Montano, que Roberto defendeu.

Quando tudo apontava para um fim de partida tranquila no Moisés Lucarelli, Álvarez saiu atrapalhado do gol e acabou atingindo o companheiro Luis Murillo. Enquanto o defensor era carregado para fora de campo, os jogadores dos dois times se estranharam e obrigaram o árbitro a deixar a partida rolar até os 52 minutos. No último lance, Fellipe Bastos soltou a bomba em mais uma cobrança de falta e contou com outra falha do goleiro do Deportivo Pasto para sacramentar o placar.

Nelson Almeida/AFP
Fellipe Bastos participou dos principais lances da Ponte e foi o grande destaque do jogo
Universidad de Chile faz só um e é eliminado pelo Lanús

Na outra partida da noite desta quarta-feira, o Universidad de Chile bateu o Lanús por 1 a 0, mas não deixou o gramado do estádio Nacional de Chile com gosto de derrota. Como venceu por 4 a 0 em casa, a equipe argentina levou a melhor e é a primeira classificada às quartas de final da Copa Sul-americana.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade