Futebol/Copa Sul-americana - ( - Atualizado )

No jogo da 'redenção', Coritiba perde em casa para o Itagüí-COL

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Curitiba (PR)

Se o Coritiba queira utilizar a Copa Sul-americana como redenção para amenizar a crise e manter vivo o sonho de chegar à Libertadores da America, começou muito mal na busca por seus objetivos. Em uma noite gelada na capital paranaense, o Alviverde perdeu para o desconhecido Itagüí, da Colômbia, por 1 a 0, em pleno Estádio Couto Pereira, e se complicou de vez na temporada.

Após uma primeira etapa de muita marcação, a equipe dos Águias Douradas precisou de menos de um minuto no segundo tempo para abrir o placar, com Mena, que aproveitou cochilo de Chico para dominar e tocar na saída do goleiro para balançar as redes.

As duas equipes voltam a se encontrar no dia 24 de outubro para o jogo de volta, na Colômbia. Com o resultado, o time dos Águias Douradas terá a vantagem de empatar e continuar na competição.

O jogo – A partida começou aberta no Alto da Glória, com os colombianos marcando forte e buscando o contra-ataque. Aos quatro minutos, Bolívar achou espaço na defesa alviverde e mandou um petardo, pela linha de fundo. Na resposta, Jânio chutou forte, Cabral deu rebote e Vitor Junior desperdiçou. Mais Coxa no ataque, aos seis minutos, com Escudero, que testou pela linha de fundo, com perigo.

O Coritiba, depois de tentar pressionar, diminuiu seu ritmo, mas seguia com maior posse de bola. Aos 15 minutos, Lincoln arriscou de longe e a bola saiu totalmente sem direção. O Itagüí voltou a aparecer na área coxa-branca aos 22 minutos, com Mena, que abriu espaço na defesa e, na hora do chute, furou. Sem conseguir penetrar na defesa, o time brasileiro tocava a bola, com paciência, esperando o momento certo.

O Coritiba voltou a pressionar aos 31 minutos, primeiro com Bonfim, que cabeceou para Garcia salvar em cima da linha. Na sequência, Lincoln pegou rebote e chutou pela linha de fundo. Rodriguez chegou na lateral da área alviverde, tentou o cruzamento e Vanderlei saiu bem para ficar com a bola, aos 39 minutos.

Para a segunda etapa, o Coxa retornou com Dudu no lugar de Lincoln. Entretanto, com menos de um minuto, Bonfim recuou para Chico, que vacilou no domínio e viu Mena se antecipar à chegada de Vanderlei e tocar para o fundo das redes para abrir o placar. Aos seis minutos, após jogo perigoso marcado na entrada da área, o Alviverde mostrou nervosismo ao não conseguir executar uma jogada ensaiada.

Alex levantou na medida para Chico, aos 10 minutos, e o zagueiro testou para grande defesa de Cabral. Aos 17 minutos, Vitor Júnior arrematou de longe e quase mandou pela linha lateral, mostrando desespero. A torcida coxa-branca começou a perder a paciência e a cada erro de passe e de finalização, vaiava. Aos 20 minutos, Júlio César recebeu na área e furou na cara do gol.

Vitor Ferraz fez boa jogada, aos 25 minutos, e lançou para Júlio César que só não contava com a boa saída do goleiro Cabral. Na resposta, aos 28 minutos, Quiñones roubou a bola, partiu sozinho e chutou cruzado, para fora. Aos 37 minutos, Vitor Junior tabelou com Alex, mas chutou fraco. A torcida pedia raça aos jogadores e cobrava a saída do técnico Marquinhos Santos e do coordenador de futebol Felipe Ximenes. A crise se instalou se vez no Alto da Glória.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade