Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Orgulhoso, Diego Costa nega contato e admite dificuldade de servir Espanha

Madri (Espanha)

Diego Costa vive um dos dilemas mais desejados por qualquer jogador de futebol. Já convocado pela Seleção Brasileira em uma oportunidade, o atacante interessa à Espanha e tem a oportunidade de atuar por La Roja. Caso faça isto, porém, perderá a chance de vestir novamente a camisa verde amarela. Em entrevista ao jornal espanhol La Sexta, o jogador do Atlético de Madrid se disse orgulhoso pelo possível interesse da seleção comandada por Vicente Del Bosque, mas negou a existência de qualquer contato com a Federação Espanhola de Futebol (FEF) e admitiu a dificuldade de defender os atuais campeões mundiais e bi europeus.

“Serei um privilegiado se algum dia puder escolher entre estas duas grandes seleções. Mas o Scolari tem apostado em uma equipe, e a Espanha tem o seu time titular. É mais difícil para um jogador que nunca foi convocado entrar lá. E há jogadores do nível de Negredo, Soldado, Villa... A Espanha tem os melhores e é muito difícil”, disse o atacante.

Os rumores sobre uma possível utilização de Diego Costa na seleção espanhola se iniciaram nesta semana. Ainda insatisfeito com os centroavantes que serviram La Roja, o treinador Vicente del Bosque teria pedido à FEF para que lutasse pela regularização de Diego Costa, artilheiro do início de Campeonato Espanhol deste ano ao lado de Lionel Messi com sete gols.

AFP
Em alta, o brasileiro Diego Costa depende apenas de um aval da Fifa para poder defender a seleção espanhola

De acordo com o jornal As, o atacante do Atlético de Madri já foi naturalizado espanhol em julho, e depende de um aval da Fifa para jogar pela atual campeã mundial. A FEF, então, teria entrado em contato com a entidade máxima do futebol mundial a fim de contar com o jogador já nas próximas convocações. O principal empecilho é o fato de ele já ter sido chamado por Luiz Felipe Scolari para os amistosos da Seleção Brasileira diante de Itália e Rússia, em março deste ano, e ter entrado em campo por cinco minutos.

Apesar de tantas especulações, Diego Costa negou que tenha havido qualquer contato com a federação espanhola para que defenda os atuais vice-campeões da Copa das Confederações. “Ninguém fez contato comigo. Houve apenas rumores, mas eu não posso deixar de sonhar. Estou tranquilo e, se um dia fizerem a proposta, vou pensar. Claro que é um orgulho que a Espanha me observe, mas não fico pensando nisso, estou focado no clássico de sábado”, bradou o atacante, referindo ao jogo do próximo sábado, às 17 horas (de Brasília), contra o Real Madrid, no Santiago Bernabéu.

Após seis rodadas, o Atlético de Madrid é o líder do Campeonato Espanhol ao lado do Barcelona com 18 pontos. Com 100% de aproveitamento, os Colchoneros vêm contando com grandes atuações do ataque formado por David Villa e Diego Costa, artilheiro da competição com sete gols.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade