Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Para Alessandro, Corinthians está sentindo realidade na pele: "Dói"

Rio de Janeiro (RJ)

Mal acostumados nos últimos anos, os corintianos se veem longe da briga pelo título do Campeonato Brasileiro pela segunda temporada consecutiva – desta vez sem a disputa do Mundial no horizonte, como aconteceu em 2012. De acordo com Alessandro, capitão que ergueu vários troféus recentemente, a realidade é dura.

“É uma realidade que a gente não vivia fazia tempo. A gente ganhava e empatava, agora está sentindo na pele. Está ruim, está doendo”, lamentou o lateral, incomodado especialmente com o gol levado no finalzinho da derrota por 1 a 0 o Botafogo, na noite de quarta-feira.

“A gente sabia que tinha, na pior das hipóteses, que conquistar um ponto aqui. Tomar um gol no final dói demais”, disse Alessandro, recusando-se a culpar Felipe, que levou a bola nas costas que decidiu o jogo. “Não falo em vacilo, porque isso direciona a cobrança. Todo o mundo sente, não é um atleta que faz a diferença.”

Divulgação/Agência Corinthians
Alessandro percebe que está difícil erguer mais um troféu no Brasileiro (foto: Daniel Augusto Jr.)
Com a derrota no Rio de Janeiro, o Corinthians ficou estacionado nos 30 pontos, agora 13 atrás do líder Cruzeiro. Se o título nacional agora está distante, a briga por uma vaga na próxima Copa Libertadores também se complicou. De qualquer maneira, diz Alessandro, fazer contas não é o plano no momento.

“O negócio agora é levantar a cabeça, este grupo tem coragem para continuar trabalhando. Falar em título agora é difícil, a gente tem que falar na próxima vitória. A gente precisa voltar a vencer. Caímos e temos de nos levantar o mais rapidamente possível. Cabe a nós olhar um para o outro e acreditar”, concluiu o capitão.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade