Futebol - ( )

Paulo André aponta fator psicológico decisivo na crise corintiana

Marcos Guedes Guarulhos (SP)

Paulo André foi um dos poucos jogadores que se manifestaram na volta do Corinthians de Campo Grande, onde o time foi goleado pela Portuguesa. Ele apontou razões mentais para a sequência de oito partidas sem vitória do elogiado grupo alvinegro.

“A parte psicológica tem sido decisiva. O time tem sido um pouco desesperado, quer resolver as coisas de uma forma que não fazia antes”, afirmou o beque, pedindo mais do que ajustes táticos para o atual campeão mundial reagir.

“Estamos procurando melhorar a atitude, o lado psicológico mesmo. É preciso ter equilíbrio no momento difícil”, acrescentou Paulo André, que apostou na ajuda da Fiel. “Quem joga no Corinthians sabe que a torcida sempre apoiou nos momentos difíceis.”

Fernando Dantas/Gazeta Press
O goleiro Cássio é um dos que se mostram mais abatidos pela má sequência do Corinthians
Os demais jogadores que concederam entrevista no aeroporto de Cumbica, Alessandro e Emerson, não arriscaram explicações, limitando-se a prometer trabalho e conversa para sair da crise. O gerente de futebol, Edu Gaspar, também teve dificuldade na busca pelas razões do mau momento.

“É difícil explicar. Temos um grupo bom. E nosso ambiente interno, de trabalho, é muito positivo. Só que aconteceu uma queda grande de rendimento, os atletas assumiram isso. Vamos ver se encontramos uma fórmula para mudar a situação”, disse o dirigente.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade