Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Ponte acusa o São Paulo de aliciar goleiro do sub-17: "Jogo sujo"

Campinas (SP)

Após brigar com o Internacional pelo meia Oscar, o São Paulo pode estar muito próximo de entrar em outra disputa judicial. Através de um comunicado oficial emitido na manhã desta quarta-feira, a diretoria da Ponte Preta acusou o Tricolor de aliciar o goleiro Lucão, da categoria sub-17 alvinegra.

Já treinando no CT de Cotia, onde o clube do Morumbi prepara suas revelações, o arqueiro teria sido procurado diretamente por representantes tricolores, sem uma consulta prévia. Dirigente da Ponte, Francisco Kiko Marques se irritou e não mediu palavras para criticar os são-paulinos.

“É decepcionante; Eles fizeram jogo sujo. Foram falar diretamente com o empresário e a família, atrapalhando todo um trabalho que a Ponte fez com ele desde quando tinha 11 anos; Todos os clubes vêm criticando esse assédio imoral do São Paulo desde o ano passado”, lembrou o diretor.

Marques também pediu para que as demais agremiações esportivas se juntem para tomar medidas contra o São Paulo. “Espero que todos que já sofreram com essas ações absurdas levantem a voz contra esse jogo imundo praticado por eles, com novos boicotes e até atitudes coletivas mais duras”, finalizou.

Na mesma nota, a cúpula da Ponte Preta garantiu ter provas de que Lucão, convocado pela Seleção Brasileira sub-17 recentemente, trabalhou em suas categorias de base desde os 11 anos de idade, indicando ter intenção de começar uma luta judicial pelos direitos do jovem.

Procurado pela reportagem da GE.Net, o vice-presidente de futebol do São Paulo, João Paulo de Jesus Lopes, não atendeu ligações telefônicas. Rubens Moreno acaba de ser nomeado novo diretor de futebol do clube, pouco mais de um mês da saída de Adalberto Baptista.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade