Futebol/Brasileiro Série B - ( )

Por evolução de Wendel, Juninho tem volta graduada e fica no banco

William Correia São Paulo (SP)

Volante destro, Wendel chegou a treinar como lateral esquerdo em time reserva durante o ano e só virou titular na posição nos dois últimos jogos por falta de opção. Mas iniciará a partida contra o América-MG, neste sábado, mesmo com Juninho já em condições por dois motivos: tem convencido e o camisa 6 ainda gera temor por conta da pubalgia.

“O Wendel está crescendo, em evolução. Então vamos manter um jogador sadio, em ritmo competitivo. O Juninho está sem dor, recuperado, mas só foi liberado ontem (quinta-feira) para treinar com bola, vamos esperar um tempo maior”, indicou Gilson Kleina.

O treinador sempre prefere esperar antes de liberar um atleta recém-recuperado, por isso também deixará o meia-atacante Ananias, fora há cinco jogos por lesão na coxa esquerda, no banco de reservas neste sábado. “Pela administração que fazemos, vamos manter o Wendel para não ter um risco temerário com o Juninho”, explicou.

“Se precisar, vamos utilizar o Juninho. Como está no banco, pode entrar já no primeiro minuto dependendo do que acontecer. Mas esperamos a normalidade para sua volta acontecer de forma mais tranquila”, prosseguiu o comandante.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Após más atuações e pubalgia, Juninho será reserva neste sábado, mas é preparado para ser titular
Além das dores no púbis que o deixou fora dos dois últimos compromissos, ambos vitórias palmeirenses, Juninho tem contra si as más atuações. O lateral esquerdo mostrou deficiências defensivas e perdeu chances claras durante o jejum de quatro jogos sem triunfo do time, sendo um dos mais criticados pela torcida.

Já Wendel tem identificação com a torcida e o clube, com quem está vinculado desde 2003, e, embora volante e destro, superou a falta de ritmo com duas boas atuações. Na vitória contra o ASA, na terça-feira, fez até a assistência do segundo gol no placar de 3 a 0 a favor do Verdão no Pacaembu.

O lateral esquerdo Fernandinho, que poderia ser outra opção, ainda realiza apenas atividades físicas e está fora dos trabalhos com bola desde a semana passada por conta de dores na coxa esquerda. Assim como o canhoto volante Marcelo Oliveira, ainda tentando se recuperar de fisgada na panturrilha direita.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade