Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Preocupado, Dorival vê Vasco com azar e pede “força para reagir”

Rio de Janeiro (RJ)

O técnico do Vasco, Dorival Júnior, admitiu sua preocupação com a situação da equipe. Nesse domingo, o Cruz-maltino foi derrotado por 2 a 0 pelo São Paulo, em pleno São Januário, e voltou para a zona de rebaixamento. Após a partida, ele pediu que o time tenha estabilidade psicológica e disposição para lidar com a atual fase.

“Todos nós estamos preocupados, mas precisamos ter força para reagir, buscá-la onde não tem. Não queríamos que essa situação acontecesse. Entramos na zona e agora é hora de contar com tudo para sair. Não vai ser agora que as coisas vão degringolar. Com trabalho se consegue alcançar esta recuperação”, disse.

Embora tenha pedido “força para reagir” aos seus comandados, Dorival não vê a equipe pouco empenhada. Para ele, parte da má fase pode ser atribuída à falta de sorte.

“A gente procura jogar da maneira correta. Não posso reclamar de falta de força de vontade, mas os resultados não estão acontecendo. E isso é preocupante, disse. “O resultado [contra o São Paulo] não espelha o que foi a partida. Eles aproveitaram as chances que tiveram. Tivemos um bom volume de jogo, mas aí veio o segundo gol e foi uma ducha de água fria. O nosso time fatalmente conseguiria o gol de empate e, quem sabe, o de virada”, completou.

O Vasco volta aos treinos nesta segunda-feira, a fim de se preparar para a partida da próxima quarta-feira, contra o Vitória, em São Januário. Caso vença e equipes como São Paulo, Flamengo, Fluminense Bahia e Criciúma percam ou empatem, o Cruz-maltino deixa a degola.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade