Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Pressionado, Inter prossegue maratona de jogos diante do Vitória

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

A verdadeira maratona de jogos porque passa o Internacional prossegue nesta quinta-feira. Dois dias depois de ser derrotado em casa pelo Santos, o Colorado volta a campo no Estádio do Vale com a obrigação de derrotar o Vitória para não perder ainda mais contato com o G-4 do Brasileirão. A partida abre o returno do campeonato para gaúchos e baianos.

Será o terceiro jogo do Inter em seis dias – e a equipe ainda voltará a campo domingo, contra o Criciúma, encerrando uma série de quatro partidas em nove dias. Ainda assim, o técnico Dunga deve escalar o que tem de melhor. “Nós precisamos vencer este jogo, e por isso quem estiver à disposição vai jogar”, resumiu o treinador após a derrota para o Peixe, nesta terça, por 2 a 1.

Assim, o veterano Índio, 38 anos, poupado do jogo contra o Santos justamente por conta da forte sequência de partidas, deve retornar ao time titular. Sua entrada na equipe coincidiu com as vitórias sobre Corinthians e Ponte Preta, e sua saída com a derrota para o Peixe. Alan deve deixar a equipe titular. Outro que voltará ao time é Gabriel, que cumpriu suspensão na partida desta terça.

Na lateral esquerda, outro veterano voltará à equipe: Kleber, 33 anos. Tudo porque Fabrício foi expulso na derrota desta terça-feira, após cometer falta em Cícero, levar o cartão amarelo e seguir reclamando com o árbitro até ser expulso. Xingado pelos colorados pelo cartão vermelho, o lateral não foi poupado nem por Dunga: “ainda não deu para ver bem o que houve, mas expulsão por reclamação é erro do atleta”, afirmou o treinador após a partida.

Arte GE.Net
Se a derrota para o Santos afastou o Inter do G-4, as últimas partidas do Vitória tiraram o time baiano da briga pela Libertadores. Depois de um forte começo no certame, o time baiano caiu bruscamente de rendimento. Há cinco rodadas a equipe não vence. Contra o Atlético-MG, deixou a vitória escapar no final do jogo.

Mesmo assim, o técnico Ney Franco gostou do que viu. “O Galo é muito técnico. Neste jogo a gente encaixou mais a marcação e neutralizou as jogadas deles. Fomos mais ofensivos que no jogo anterior. É uma pena, pelas oportunidades que tivemos, que tenhamos tido competência para fazer só um gol”, afirmou o técnico, após o empate em 1 a 1 no Barradão.

A equipe viajou ao Rio Grande do Sul cheia de problemas. Nino Paraíba, Tarracha, Mansur e Deola ganharam a companhia de Fabrício no departamento médico. O zagueiro teve ruptura patelar parcial no joelho direito e será operado nesta sexta-feira em Salvador. Está fora do Campeonato Brasileiro.

Outro grande problema para a partida desta quinta é justamente o principal goleador da equipe no Brasileiro, o argentino Maxi Biancucchi. Lesionado, ele nem viajou ao Rio Grande. Marquinhos deve substituí-lo, segundo o treino realizado na tarde desta terça-feira. Quem também ganhará chance no meio é o volante Neto Coruja.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL X VITÓRIA

Local: Estádio do Vale, em Novo Hamburgo (RS)
Data: 12 de setembro de 2013, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: André Luiz Freitas Castro (GO)
Assistentes: Janette Mara Arcanjo (MG) e João Patrício de Araújo (GO)

INTERNACIONAL: Alisson; Gabriel, Índio, Juan e Kleber; Ygor, Willians, Otávio e D’Alessandro; Scocco e Leandro Damião
Técnico: Dunga

VITÓRIA: Wilson; Ayrton, Victor Ramos, Kadu e Juan; Michel, Neto Coruja, Cáceres e Renato Cajá; Marquinhos e Dinei
Técnico: Ney Franco

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade