Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Quinto jogo sem revés desafoga e aproxima São Paulo de melhor série

São Paulo (SP)

A vitória de terça-feira em jogo adiado contra o Náutico, a qual deixou o São Paulo perto de sair da zona de rebaixamento - pode ser já na próxima rodada -, também o aproximou de sua maior sequência invicta nesta temporada.

Há cinco jogos sem perder (triunfo também sobre Fluminense e empates com Atlético-PR, Flamengo e Botafogo), o time está a dois de igualar período registrado entre fevereiro e março, sob comando de Ney Franco, quando bateu Ituano, São Caetano, Linense, The Strongest e Penapolense e empatou com Arsenal de Sarandí e Palmeiras.

Rubens Chiri/www.saopaulofc.net
Aloísio marcou o gol da vitória sobre o Náutico
Trata-se do melhor momento da equipe com Paulo Autuori, treinador que acumulou muitos tropeços assim que sucedeu Ney Franco, mas vinha se defendendo com o argumento de que havia tido pouco tempo para treinamento até então. Após as últimas duas semanas livres, ele o elenco acreditam ter evoluído a equipe.

"Desde que voltamos da Europa, estamos na mesma pegada. Daqui para frente, essa determinação vai aumentar ainda mais. Com o trabalho do Autuori, vamos conquistar algo maior nesse Brasileiro ainda", opinou o lateral esquerdo Reinaldo, autor do passe que terminou em gol de Aloísio, na Arena Pernambuco.

De fato, o último tropeço foi logo após a cansativa excursão pelo exterior, na derrota por 2 a 1 para a Portuguesa, em que o goleiro Rogério Ceni desperdiçou pênalti, e o São Paulo teve um gol anulado nos minutos finais porque o centroavante Aloísio colocou a mão em uma bola que entraria sem precisar de desvio.

Antes de completar a quinta partida seguida sem revés, a maior sequência invicta havia sido entre maio e junho, com as vitórias sobre Londrina, Ponte Preta e Vasco e o empate com o Atlético-MG. Para tentar ampliar a atual, o elenco são-paulino mais uma vez não terá muito tempo de recuperação física. Já nesta quinta-feira, recebe o Criciúma, no Morumbi.

"É complicado, a gente já passou por uma maratona desse tipo quando viajamos para fora do Brasil. Temos que tentar descansar. Temos uma comissão técnica muito boa, que vai saber o que fazer para nos ajudar", avaliou o atacante Aloísio.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade