Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Santos se aproxima do G-4, mas Claudinei é cauteloso: “Jogo a jogo"

Santos (SP)

Com a vitória sobre o Internacional-RS, por 2 a 1, na noite desta terça-feira, em Novo Hamburgo (RS), em jogo atrasado da 10ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Santos subiu para a sétima posição na Série A, com 28 pontos. O resultado levou o time praiano a uma distância de seis pontos do Atlético-PR, quarto colocado e último integrante do G-4 do Brasileirão, que garante uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores da América.

Apesar disso, o técnico Claudinei Oliveira prefere manter a cautela sobre uma possível classificação para o maior torneio de clubes das Américas. “Não penso nisso agora (vaga na Libertadores). Temos que trabalhar jogo a jogo. Nós devemos pensar assim, pois a realidade pode mudar a cada partida”, afirmou.

O treinador santista lembrou que a equipe ainda tem um confronto pendente em relação ao primeiro turno do Brasileirão: contra o Náutico, dia 25 de setembro, na Vila Belmiro. O duelo com o Timbu é válido pela 11ª rodada do campeonato.

“Ainda temos uma partida para repor e temos que respeitar o Náutico, que empatou com o Corinthians, (no domingo,) no Pacaembu. Para a gente, é uma pontuação muito boa e que nos permite terminar bem o primeiro turno, independentemente do que acontecer contra o Náutico”, comentou.

Indagado especificamente sobre o compromisso diante do Colorado, Claudinei Oliveira elogiou a postura do time alvinegro em campo, ressaltando que o Santos pouco sofreu com jogadas criadas pelo adversário, superando o seu sistema defensivo com a bola dominada.

O comandante praiano destacou que o Inter insistiu bastante nas bolas alçadas para a área. “Fomos pressionados através das bolas levantadas para a área, pois foram poucas que chegaram pelo chão. Normalmente, até mesmo por uma questão de interpretação do árbitro em alguns lances, eles colocavam a bola na área, em cobranças de faltas. Mas temos que valorizar o comprometimento deste grupo. Tivemos uma boa postura, criamos chances de gols e a vitória é mérito desses jogadores. O torcedor do Santos tem que estar orgulhoso disso”, finalizou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade