Futebol/Copa Sul-americana - ( )

São Paulo tenta bi com outro 7 em destaque e sem nove campeões

Tossiro Neto São Paulo (SP)

Campeão da Sul-americana no ano passado, o São Paulo inicia a luta pelo bi a partir de quinta-feira, quando estreia já nas oitavas de final, diante da Universidad Católica, no Morumbi. O time que tenta o segundo título, porém, tem mudanças significativas em relação a 2012, a começar pela ausência daquele que foi o maior destaque da campanha vitoriosa: Lucas.

O meia-atacante, negociado com o Paris Saint-Germain ao final da temporada passada, era 40% da equipe, segundo opinião do capitão Rogério Ceni, na época. O clube não encontrou um substituto, e sua camisa 7 ficou com o volante Rodrigo Caio, jogador antes pouco prestigiado e que chegou a participar de torneios sub-20.

Rodrigo Caio ganhou espaço novamente no profissional com o passar do tempo e, em questão de meses, tornou-se o atleta mais elogiado pelos treinadores ao atuar bem tanto em sua posição de origem como quanto zagueiro, além de ter feito gols de cabeça. É o único do elenco a ter participado de todas as 25 partidas disputadas no Campeonato Brasileiro.

Rubens Chiri/www.saopaulofc.net
Lucas, destaque do título da Sul-americana de 2012, deixou a camisa 7 para o volante Rodrigo Caio
"Quando subi ao profissional, procurei aprender ao máximo e ganhar experiência. Sabia que esse momento chegaria, e estou conseguindo ter sequência", diz o prata da casa, que foi muito criticado quando estreou, dois anos atrás. "Críticas te deixam mais forte. Eu tento levá-las para o lado positivo para me fortalecer. Há quem goste e há quem não goste do seu futebol, mas eu procuro sempre dar meu máximo".

O volante é um dos remanescentes do título. Oito jogadores do elenco campeão, no entanto, não estão mais no São Paulo: os laterais Cortez e Henrique Miranda, os zagueiros João Filipe e Rhodolfo, o volante Casemiro, os meia-atacantes Cícero e Lucas e o atacante Willian José. O goleiro Léo continua no clube, mas deu lugar a Renan Ribeiro (contratado há pouco tempo) na relação de inscritos desta edição.

A lista deste ano, com 30 jogadores (cinco a mais em comparação com 2012), tem 13 nomes novos: além de Renan Ribeiro, também os laterais Mateus Caramelo, Reinaldo e Clemente Rodrígues (com dois jogos de suspensão a cumprir), os zagueiros Roger Carvalho, Antônio Carlos e Lucas Silva, o volante Fabrício (estava machucado no ano passado), o meia-atacante Lucas Evangelista e os atacantes Aloísio, Welliton, Silvinho e Negueba.

Outra mudança é no comando. O treinador não é mais Ney Franco, e sim Muricy Ramalho, que tem "um espírito de querer ganhar tudo", segundo Rodrigo Caio. "Por onde passou, ganhou. Ele está nos incentivando, nos ajudando, gritando, não deixando ninguém desatento nem um minuto. Isso é importante. A gente fica feliz e espera conseguir mais resultados positivos".

O duelo com a Universidad Católica está marcado para as 21h50 (de Brasília) desta quinta-feira. No Morumbi, não há outro resultado cogitado pelo time treinado por Muricy a não ser a vitória. "É um campeonato que nos dá acesso à Libertadores. Depende da gente. Temos que pensar em vencer sempre, tanto fora quanto dentro de casa. No ano passado, fizemos uma belíssima campanha. Vamos com força de novo", prometeu o herdeiro da camisa 7 de Lucas.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade