Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Seedorf fala em atuação fantástica; Oswaldo pede calma com Hyuri

Rio de Janeiro (RJ)

Sob a desconfiança da torcida pelos tropeços contra Atlético-PR e São Paulo, o Botafogo recebeu o Coritiba no Maracanã e contou com estreia iluminada de um jovem jogador para vencer por 3 a 1. Hyuri foi o escolhido para substituir Vitinho, agora no CSKA Moscou, e Lodeiro, na seleção uruguaia. Marcou o segundo de cabeça e anotou um golaço para fechar a conta. Oswaldo de Olveira, no entanto, quer segurar a empolgação com o garoto.

“Confesso que ainda era cedo para escalá-lo, gosto de fazer de uma forma mais gradativa. Contra o São Paulo, trouxe para o banco e não era para entrar, apenas para ambientar, mas precocemente preencheu o espaço que nós queríamos. É preciso ter cuidado para que continue a render e não ser apenas um espasmo. Todo jogador que vem para o Botafogo passa por um levantamento para diminuir a margem de erro”, alertou o técnico.

Divulgação/Botafogo F. R.
Oswaldo de Oliveira garante que ainda está muito cedo para colocar Hyuri no mesmo patamar de Vitinho
Já Clarence Seedorf preferiu exaltar o desempenho de Hyuri diante do Coritiba. O holandês sempre cuidou de Vitinho de perto, sendo tratado como pai do jovem meia-atacante, e já mostrou que fará o mesmo com o reforço vindo do Audax. O camisa 10 abraçou efusivamente o autor de dois gols na última quinta-feira e garantiu total apoio.

“Foi uma estreia fantástica para ele e para todos nós. Foi muito mais do que ele poderia ter esperado. Agora temos que ajudá-lo para que ele mantenha isso. Esse grupo está demonstrando que ajuda quem entra, é um grupo bom e fechado. Sabemos que ele vai precisar de mais tempo para o entrosamento”, destacou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade