Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Sheik cobra maturidade e inocenta Tite: "A culpa é de quem joga"

Campo Grande (MS)

Um dos poucos jogadores do Corinthians a dar entrevista na saída do gramado do estádio Morenão, logo após levar 4 a 0 da Portuguesa, defendeu Tite. O técnico esteve atônito sentado no banco de reservas durante todo o jogo, quase não abriu a boca, mas Emerson Sheik garantiu que ele não é culpado pela sequência de oito jogos sem vitória do time.

“O Tite não tem culpa nenhuma. A culpa é de quem entra em campo e joga. A culpa é nossa. Precisamos de maturidade para reconhecer que precisamos melhorar”, apontou o atacante, ressaltando a qualidade da equipe, mas exigindo uma autoavaliação crítica de cada um para se reerguer.

“A equipe que vem jogando a mesma que conquistou Mundial, Libertadores, Brasileiro, Recopa e Paulista, só mudando dois ou três jogadores, sendo que quem entrou tem extrema qualidade. Esse é o momento de todos terem grandeza para reconhecer que não está legal”, comentou o jogador.

“O Corinthians é muito grande e este é um grupo vitorioso, não precisa provar muito para ninguém, embora no futebol você precise provar a cada partida. Mas, ao longo dos últimos anos, esse grupo provou ser vitorioso, venceu tudo que disputou. E pode melhorar”, prosseguiu.

Durante toda a sua entrevista, o herói do título da Libertadores no ano passado ressaltou que o momento “não está legal” e que é necessário os atletas entenderem isso. Além de não vencer, o clube só marcou um gol nesta sequência sem triunfar, marcado por Alexandre Pato graças a desvio de Ramón, do Goiás, na derrota para o time alviverde.

“Individualmente, cada um tem que procurar crescer e, certamente, o coletivo vai aparecer. Desde que me entendo por gente e jogo futebol, a única maneira de sair desta situação e trabalhando com a consciência do que está errado e pode melhorar”, indicou Emerson Sheik.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade