Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Técnico do Náutico quer 12 vitórias para fugir de situação “crítica”

Recife (PE)

Apesar da complicada situação do Náutico no Campeonato Brasileiro, o técnico Levi Gomes se recusa a "jogar a toalha” - nas próprias palavras dele. Após a derrota sofrida nesse domingo por 2 a 1, para o Vitória, de virada, o treinador admitiu as dificuldades encontradas pela equipe e quer 12 triunfos até o final do torneio para que o Timbu não seja rebaixado.

“Sei que a situação está crítica, mas eu ainda acredito. Na hora em que somarmos três pontos e depois mais três, a equipe ganhará um ânimo. Enquanto tivermos chances, não vou desistir ou jogar a toalha. Temos 18 jogos pela frente e podemos ganhar 12”, afirmou.

Uma das razões que faz Levi acreditar que ainda é possível escapar do rebaixamento são as próprias atuações alvirrubras. Para o treinador, a derrota desse domingo, por exemplo, não foi condizente com o que as duas equipes apresentaram em campo.

“O resultado foi injusto. No primeiro tempo, a equipe foi bem. Saímos na frente, mas infelizmente temos falhado nos detalhes. São esses detalhes que estão nos colocando nesta situação adversa. É porque estamos vendo a entrega dos jogadores”, completou.

Na próxima quinta-feira, o Náutico enfrenta a Portuguesa no Canindé, pela 22ª rodada do torneio. Enquanto o Timbu ocupa a lanterna, com apenas nove pontos conquistados, a Lusa tem 22 pontos, na antepenúltima posição, e também briga para deixar o Z-4.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade