Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Tite reza para manter calma e se controla para não descartar título

Rio de Janeiro (RJ)

Tite demorou bastante para conceder sua entrevista após a derrota do Corinthians para o Botafogo, no Rio de Janeiro, com um gol sofrido aos 44 minutos da etapa final. De acordo com o treinador, o tempo imediatamente posterior ao apito final foi gasto em orações.

“Você perde um jogo aos 45 minutos do segundo tempo, fazendo o jogo que fez... Sou humano também. Estava orando para ficar equilibrado”, explicou o gaúcho, que se controlou também para não admitir que a chance de título do Campeonato Brasileiro, com 13 pontos de distância para o líder, ficou para trás.

“Se eu falar isso, vão dizer: ‘O Tite falou...’. Qual é o próximo passo? Fazer de cada jogo uma decisão, como era o jogo de hoje. Precisávamos ter recuperado os pontos do jogo anterior. O momento é de crescer na tabela e chegar ao G-4. Depois? Depois é outra história”, afirmou o treinador.

Divulgação/Agência Corinthians
Emerson e seus colegas tiveram dificuldade diante do bom time do Botafogo (foto: Daniel Augusto Jr.)
O plano é mesmo buscar uma vaga na próxima Copa Libertadores. Estacionado nos 30 pontos, o time do Parque São Jorge terminou a quarta-feira na quinta colocação e pode perder três posições no complemento da 20ª rodada, na noite de quinta. “Querer essa vaga não é sonhar. É uma situação real.”

Especificamente sobre a derrota para o Botafogo, Tite lamentou que a bola não tenha entrado na etapa final. Na visão do gaúcho, o Corinthians teve volume de jogo para chegar à vitória sobre o vice-líder do Campeonato Brasileiro.

“Foi um grande jogo, com opções técnicas e táticas, abertura de espaços. No segundo tempo, foi mais para nós. Quando você está muito perto da vitória e toma o gol, precisa de um tempo para elaborar as ideias, ter o discernimento. Foi um grande jogo”, repetiu o técnico.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade