Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Vitória do Galo anima Cuca: “Não abro mão de disputar o título”

Belo Horizonte (MG)

A vitória sobre o Vasco neste domingo, por 2 a 1, na Arena Independência, deixou Cuca ainda mais animado para a sequência do Campeonato Brasileiro. Depois de figurar na zona de rebaixamento, o Galo voltou a jogar bem, se afastou da degola e já sonha em encostar no topo da tabela. Com mais 17 rodadas, o time alvinegro tem 19 pontos de diferença para o líder e rival Cruzeiro, mas o treinador não deixa o otimismo de lado.

“Nós jogamos quatro partidas no returno, vencemos três e perdemos para o São Paulo jogando bem. Não abro mão de disputar o título. Tenho 19 pontos de diferença para o líder, com um jogo a menos pode cair para 16. Se eu pensar em vencer o clássico em casa, cai para 13. Vamos jogo a jogo e pensar em ser campão. Quando eu não tiver chance, aí será outra coisa, mas vamos pensar em ser campeão”, analisou Cuca.

Divulgação/Bruno Cantini/Atlético-MG
Com mais um triunfo, Cuca ficou ainda mais animado para a sequência do Campeonato Brasileiro
Sendo assim, o treinador tenta motivar os jogadores do Galo para evitar uma projeção antecipada com relação ao Mundial Interclubes, realizado no Marrocos, em dezembro. Para embalar na Série A, o time mineiro encara o Santos na próxima rodada, também no Independência, e visita o Criciúma no compromisso seguinte.

Em relação ao jogo deste domingo, Cuca falou sobre a queda de rendimento do Atlético-MG no segundo tempo. Depois de um início de jogo arrasador, a equipe mineira não manteve o ritmo na volta do intervalo e viu o Vasco, mesmo sem qualidade técnica, pressionar bastante, diminuir a vantagem e quase igualar o marcador.

“O time do Vasco é um time mais jovem, conseguiu tirar vantagem disso. Temos uma sequência de jogos que coloca nossos jogadores com o desgaste lá em cima. O Fernandinho era um jogador assim hoje. Nós também temos que pensar em poupar o Ronaldinho nas próximas rodadas”, revelou o treinador do Galo, lamentando o excesso de jogos no calendário.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade