Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Wagner destaca papel de Luxemburgo no vestiário antes de expulsão

Rio de Janeiro (RJ)

Mesmo sem ter Vanderlei Luxemburgo à beira do gramado – ele foi expulso na volta do intervalo –, o Fluminense derrotou a Portuguesa de virada no segundo tempo. Segundo os jogadores, a conversa do treinador ao final da primeira etapa foi essencial para que a equipe mudasse a postura e conseguisse a vitória por 2 a 1.

"Foi fundamental a tranquilidade que o professor nos passou dentro do vestiário. Ele disse que a gente estava jogando bem. A gente sabia disso, só que voltamos com outro espírito", disse o meia Wagner, autor do segundo gol, em entrevista ao canal PFC. "Tivemos essa tranquilidade e fomos mais agressivos".

Wagner anotou o gol da vitória aos 26 minutos da etapa final, após assistência de Rafael Sobis. O empate havia saído em pênalti cobrado pelo atacante, 12 minutos antes. Consumada a virada, o time fez questão de agradecer aos torcedores depois do apito final.

"O resultado fez jus ao apoio da torcida. A gente sabe que está tendo uma semana de festas no Rio de Janeiro e, mesmo assim, o torcedor lotou o Maracanã. Valeu pelo apoio. Demos um salto e vamos continuar subindo", concluiu o jogador.

O salto na tabela foi grande. Antes primeiro time fora da zona de rebaixamento, o Fluminense passou momentaneamente para a nona colocação, com 26 pontos ganhos, quatro de frente para o 17º colocado, que justamente ainda é a Portuguesa.

Menos pressionada, a equipe volta a campo na quarta-feira, diante do Criciúma, fora de casa.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade