Futebol/Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Wesley e Mendieta serão julgados nesta sexta e nem viajam para Goiás

William Correia São Paulo (SP)

As alterações ofensivas previstas por Gilson Kleina para enfrentar o Atlético-GO, neste sábado, dependem do Superior Tribunal de Justiça Desportiva. Wesley e Mendieta serão julgados nesta sexta-feira por terem se envolvido na confusão com jogadores do Paysandu, há 19 dias, e só irão se juntar à delegação que embarca para Goiás nesta quinta-feira se forem absolvidos.

Em sessão marcada para a tarde desta sexta-feira, no Rio de Janeiro, os dois meio-campistas estarão enquadrados no artigo 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que relata agressão e prevê punição de quatro a 12 jogos.

Wesley acompanhará o julgamento pessoalmente, assim como Mendieta. Caso tenham condições de entrar em campo, chegarão a Itumbiara, a cerca de 200 km de Goiânia, na manhã de sábado, horas antes da partida.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Wesley não viaja com o elenco, mas vai ao Rio com Mendieta para acompanhar julgamento
A situação do paraguaio é a mais preocupante. No Palmeiras, seu gancho é dado como certo, já que há imagens dele dando um soco em um dos adversários, embora nada tenha sido relatado na súmula da partida. O árbitro Gilberto Rodrigues Castro só registrou um tapa de Wesley, que foi expulso e já cumpriu gancho automático. Por isso, existe mais esperança em relação a Wesley.

Com opções restritas, Gilson Kleina deve apostar em Felipe Menezes na armação das jogadas, apesar da fraca atuação do meia no 0 a 0 com a Chapecoense, na terça-feira. Na frente, o mais provável é que Vinicius forme um trio com Leandro e Alan Kardec. O volante Charles fica de sobreaviso, tanto para substituir Wesley quanto para entrar em uma formação com três marcadores no meio-campo.

As alternativas no Verdão se restringem também por conta de convocações. O volante Eguren está com a seleção uruguaia, o meia Valdivia defende o Chile e o zagueiro Henrique, que já atuou como volante, trabalha com a Seleção Brasileira. Também no meio-campo, Léo Gago segue em busca de melhor condicionamento físico após operar o tornozelo direito em maio.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade