Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

William vê segundo tempo da Ponte como “não digno de Série A”

Campinas (SP)

Na luta para fugir do rebaixamento na Série A do Campeonato Brasileiro, a Ponte Preta tinha a chance de se recuperar neste sábado, contra o Inter, em Campinas, mas voltou a jogar mal e amargou mais um resultado negativo na competição – foi derrotada por 3 a 1. Sendo assim, o time abre a 19ª rodada na penúltima colocação e vê a permanência na elite cada vez mais ameaçada. Na saída de campo, o atacante William falou sobre o desempenho da Macaca diante de seu torcedor.

“Você falar de cabeça quente é complicado, o torcedor está com raiva, nós também estamos, mas você não pode fazer um primeiro tempo digno de série a, e um segundo tempo não digno. O torcedor tem todo o direito de vaiar e criticar”, explicou William.

De pênalti, o atacante marcou o gol de honra do time campineiro, mas voltou a criticar a postura defensiva da equipe, que voltou a falhar nos momentos cruciais do jogo. Para William, a Ponte Preta está nesta situação complicada justamente por causa de seus próprios erros.

“Temos que reverter essa situação, nosso time foi muito apático no segundo tempo, e o Inter conseguiu um gol na falha nossa. Todos os gols que a gente vem tomando na Série A é por causa de falhas do nosso time. E na série a, se você dar de presente, o adversário vai matar”, avaliou o jogador.

Durante a semana, a Macaca viveu dias tensos. Os jogadores da equipe campineira chegaram a discutir após mais uma derrota, a diretoria conversou com grupo e a torcida invadiu os treinamentos para cobrar uma nova postura na Série A. Para William, no entanto, ainda falta muito. “Não adianta nada você falar, se o time não fizer aqui dentro”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade