Atletismo/Corrida Internacional de São Silvestre - ( - Atualizado )

Filme São Silvestre abre programação do vão livre do Masp na Mostra

São Paulo (SP)

Um filme que retrata uma das maiores tradições de São Paulo, a Corrida Internacional de São Silvestre, abrirá a programação do vão livre do Masp na 37ª Mostra Internacional de Cinema da cidade. A obra São Silvestre, dirigida por Lina Chamie, será exibida ao público pela primeira vez na próxima segunda-feira às 19h30 (de Brasília) em um dos cartões postais da cidade.

O longa tem apenas um ator, Fernando Alves Pinto, que correu a edição de 2011 da prova com uma câmera acoplada ao corpo, registrando a emoção de se participar de um dos maiores eventos da cidade, através da passada, respiração e gestos do corredor durante o evento de 25 mil atletas.

“A ideia era fazer um filme que viajasse por São Paulo porque a São Silvestre é São Paulo, uma corrida que vai para o coração da cidade. E ele traz a novidade de buscar a sensação do corredor durante o trajeto, você faz a corrida sentado na cadeira do cinema. O filme é uma viagem em dois sentidos: pela cidade e interior do corredor”, explicou a cineasta.

Filme da São Silvestre é exibido no É Tudo Verdade
Curta sobre a corrida emociona no festival de documentários

A primeira edição da Corrida de São Silvestre foi organizada pelo jornalista Cásper Líbero em 1925. A prova, realizada de forma ininterrupta, já contou com a participação de grandes astros, como o tcheco Emil Zatopek, campeão em 1953 e dono de quatro ouros olímpicos. Na edição de 2011, registrada por Lina para o filme, o etíope Tariku Bekele e a queniana Priscah Jeptoo foram os vencedores.

Marcelo Ferrelli/Gazeta Press
Filme sobre a tradicional Corrida de São Silvestre será exibido pela primeira vez no vão livre do Masp

A produção do longa é a segunda de Lina Chamie sobre a tradicional Corrida de São Silvestre. Em 2011, ela lançou um curta-metragem de 18 minutos também com o nome do evento, retratando aspectos comuns tanto para os astros da elite quanto para os milhares de anônimos que anualmente participam da prova.

Exibido no festival de documentários É Tudo Verdade em 2011, o curta ganhou elogios e deu fôlego para a cineasta seguir em frente com o projeto do longa-metragem.

“Tenho muito carinho pelo curta porque ele é muito humano, coloca as pessoas na tela com rosto, esperança e sentimento. Ele serviu para eu entender o que os atletas sentem e poder filmar no ano seguinte. Deu uma credibilidade ao projeto, mas eu continuaria de qualquer maneira”, afirmou a diretora.

A ideia das obras surgiu depois de Lina assistir ao vivo à São Silvestre de 2009. Então moradora da região da Avenida Paulista, ela acompanhou de perto a chegada e ficou comovida com a superação dos corredores que se preparam durante todo o ano para completar os 15km do percurso em 31 de dezembro.

Depois do vão livre do Masp, o filme ainda será exibido outras duas vezes na programação da Mostra Internacional de Cinema. Na segunda-feira, dia 28, é a vez da do Espaço Itaú da Rua Augusta receber a obra na sala 1, às 22h20. No dia seguinte, o Espaço Itaú da Frei Caneca, na sala 5, às 14h. A expectativa é que a película chegue ao circuito comercial no fim de dezembro, apenas poucos dias antes da próxima edição da São Silvestre.

“Não é um filme tradicional, não dá para prever como o público vai reagir. Mas ele tem uma coisa: é uma explosão da emoção. E nesse sentido todo mundo é gente, todo mundo é humano. Mas é um filme radical”, avaliou Lina.

Ficha Técnica
São Silvestre
Direção:
Lina Chamie
Produção: Denise Gomes e Paula Cosenza
Montagem: Umberto Martins, ABC
Fotografia: José Roberto Eliézer, ABC
Desenho de Som: Lina Chamie, Eduardo Santos Mendes, Luiz Aldemo
Captação de Som: Tide Borges, ABC, Louis Robin, Rene Brasil
Músicas: Gustav Mahler, Richard Wagner, Camille Saint –Saëns, Jean Sibelius, Alexander Scriabin.
Elenco: Fernando Alves Pinto

Marcelo Ferrelli/Gazeta Press
Prova reúne milhares de corredores no último dia do ano


Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade