Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Ainda pensando em título, Grêmio recebe o desesperado Criciúma

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

A Arena do Grêmio receberá um duelo de opostos a partir das 19h30 (de Brasília) desta quarta-feira. De um lado o vice-líder Grêmio, invicto há cinco jogos, com 48 pontos, firmando dentro da zona da Libertadores e ainda sonhando em alcançar o Cruzeiro e buscar o título brasileiro da temporada. Do outro o Criciúma, 18º colocado, com 26, há oito partidas sem vencer e desesperado para fugir da zona de rebaixamento.

Apesar disso, há alguns fatores que equilibram a disputa. O primeiro é o retrospecto recente: em julho, o Tigre venceu o Grêmio no Heriberto Hülse por 2 a 1. O segundo são os desfalques do time gaúcho: nada menos que seis titulares estão de fora da partida, o que pode levar o técnico Renato Gaúcho até a mudar de esquema.

Ramiro, Bressan, Alex Telles e Kleber estão suspensos; Vargas e Riveros defendem suas seleções nas eliminatórias. Alguns substitutos já são esperados: Saimon deve assumir o lugar de Bressan na zaga e Wendell será o ala canhoto em substituição a Alex Telles. O resto é pura indefinição, e a escalação só deve ser confirmada momento antes de a bola rolar.

Como nem Kleber nem Vargas poderão atuar, a tendência é que Renato escale o Grêmio no 3-5-2, e não no 4-3-3. Paulinho é o favorito para compor o ataque ao lado de Barcos. Para a função de Ramiro, uma possibilidade é que Adriano entre no time, passando Souza para a segunda função do meio. Esta alteração foi feita pelo técnico nos minutos finais da vitória sobre o Botafogo, no último sábado, no Maracanã.

O substituto de Riveros, porém, é a grande incógnita. Há lugar para vários jogadores: Matheus Biteco manteria o sistema com três volantes; Guilherme Biteco daria o pé esquerdo ao time por aquele lado; já Maxi Rodríguez traria mais qualidade técnica, embora menos poder de marcação; e Elano ou Zé Roberto trariam experiência e deixaria a equipe mais criativa. Nenhuma destas hipóteses, ou até mesmo outra surpresa, como um time jogando no 3-6-1, pode ser descartada.

Momento bem diferente vive o Criciúma. Se o Grêmio não perde há seis jogos (cinco pelo Brasileiro) e não toma gols há cinco, o time catarinense não vence há oito. Ainda assim, há otimismo no ar. No empate em 1 a 1 com o Goiás, domingo passado, no Serra Dourada, a equipe mostrou evoluções. A ideia é surpreender o Tricolor na Arena e iniciar uma reação que tire o time da beira do abismo.

“A gente se fechou bem. Conseguimos um resultado bom e um ponto. Na nossa situação agora, o objetivo é somar pontos sempre. Agora vamos buscar mais contra o Grêmio”, afirmou o goleiro Galatto, formado pelo Tricolor Gaúcho, após a partida em Goiânia.

O técnico Argel, a exemplo de Renato, tem problemas para a partida. O lateral Tony, que pertence ao Grêmio, não joga por cláusula contratual. Ainda na defesa, o zagueiro Leonardo, com distensão muscular na panturrilha, sequer viajou a Porto Alegre. Éwerton Páscoa e Fábio Ferreira devem ganhar um lugar na equipe titular

Arte GE.Net
FICHA TÉCNICA
GRÊMIO X CRICIÚMA

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data: 9 de outubro de 2013, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Celso Barbosa de Oliveira (SP)

GRÊMIO: Dida; Werley, Rhodolfo e Saimon; Pará, Adriano, Souza, Zé Roberto (Matheus Biteco) e Wendell; Paulinho e Barcos.
Técnico: Renato Gaúcho

CRICIÚMA: Galatto; Sueliton, Matheus Ferraz, Ewerton Páscoa e Marlon; Serginho, João Vítor, Ricardinho e Daniel Carvalho; Lins e Wellington Paulista.
Técnico: Argel

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade