Futebol/Copa Sul-americana - ( )

Apesar da eliminação, Cristóvão vê Bahia de “maneira satisfatória”

Salvador (BA)

Com a missão de tirar a vantagem do Atlético Nacional, da Colômbia, o Bahia conseguiu levar a decisão, por uma vaga nas quartas de final da Copa Sul-Americana, para os pênaltis, mas não teve sorte. Após a vitória por 1 a 0 no tempo regulamentar, os visitantes desperdiçaram apenas uma cobrança, enquanto o Tricolor de Aço perdeu dois chutes, saindo derrotado por 4 a 3. Mesmo com a eliminação, o treinador Cristóvão Borges aprovou a postura de seus jogadores.

Na entrevista coletiva após o duelo, o comandante tricolor afirmou que estava incomodado justamente por ter ficado muito perto da vaga, mas não desaprovou a atuação do Bahia. “Ficamos insatisfeitos porque tínhamos condições de passar. Vimos isso já na Colômbia e hoje (quarta-feira) novamente. Vencemos o jogo, agimos de maneira satisfatória, mas não passamos”.

Apesar da análise otimista de Cristóvão, o Bahia não foi melhor na maior parte do tempo. Em busca do gol de empate, o Atlético Nacional pressionou bastante mas não furou o bloqueio tricolor. O treinador explicou a atitude dos donos da casa. “Fizemos uma estratégia para o segundo tempo de jogar no contra-ataque. Como tínhamos a vantagem, era uma estratégia boa, porque eles teriam que vir para cima, mas não fomos eficientes em cumprir isso”.

Além de não conseguir explorar o contra-ataque, o Bahia deu muito espaço para o ataque do Atlético Nacional chegar com perigo. Desta forma, o goleiro Marcelo Lomba se tornou o nome do jogo, garantindo, ao menos, a vitória do Bahia no tempo regulamentar. A boa atuação do arqueiro do Tricolor de Aço também foi mencionada por Cristóvão, que rasgou elogios ao seu jogador.

“O (Marcelo) Lomba fez defesas importantíssimas para nós. Isso tem que ser exaltado. Ele tem feito partidas assim no Campeonato Brasileiro, garantindo bons resultados. Ele tem uma regularidade incrível e transmite uma tranquilidade para a equipe toda”, ressaltou Cristóvão Borges, de olho na sequência da competição nacional, pela qual o Bahia ainda tenta se distanciar da zona de rebaixamento.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade